Tomás Cabreira

Tomás Cabreira nasceu em 1865 na cidade de Tavira, filho do general Tomás Cabreira e de Francisca Emília Pereira da Silva Cabreira. O seu avô, o marechal-de-campo Tomás António da Guarda Cabreira era o Conde de Lagos e Visconde do Vale da Mata . Teve um filho, Tomás Cabreira Júnior .

A sua educação foi feita paralelamente na Escola do Exército, onde se licenciou em Engenharia Civil ( 1893 ), e na Universidade de Coimbra , onde frequentou o curso de Ciências Matemáticas. Leccionou na Escola Politécnica as disciplinas de Química Mineral e Orgânica, sendo depois nomeado lente definitivo do mesmo estabelecimento de ensino. Da sua carreira académica, saliente-se, aínda, o Doutoramento , em 1916 , na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa , e o facto de ter sido um dos fundadores da Academia das Ciências de Portugal e da Universidade Popular de Lisboa.

Na perspectiva militar, Tomás Cabreira atingiría o posto de coronel do exército, em 1918 , ano da sua morte. Tomás Cabreira esteve, igualmente, ligado à política, tendo sido vereador da Câmara Municipal de Lisboa , em 1908 , e deputado republicano pelo Algarve às Constituintes, em 1911 . Em 1912 é senador e, em 1914 , é nomeado para Ministro das Finanças. Por razões internas do Partido Democrático , de que era membro e dirigente (1914), demite-se da pasta de que era responsável. Após a demissão, funda a União da Agricultura Comércio e Indústria.

Fez parte da Maçonaria, da qual foi presidente no Conselho da Ordem do Grande Oriente Lusitano Unido, e esteve ligado ao jornalismo ocupando diversos cargos na Associação dos Jornalistas de Lisboa e na Associação da Imprensa Portuguesa.

Fonte: Wikipedia

imagens/carta_cc_19800505_faro_escola_tomas_cabreira.jpg


 

Página Principal | Atividades | Coimbra | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 04/01/2014