Sé Nova


Fundada pelos Jesuítas em 1598, tendo a sua construção durado um século. São de destacar: Fachada construída em duas faces: 1a. em linhas Clássicas e a 2a. ao gosto Barroco. Retábulo da Capela-Mor de talha dourada de finais do Séc. XVIII, da autoria de Jerônimo Luis. Cadeiral em Pau Preto do Séc. XVIII, originário da Sé Velha. Retábulos do transepto em talha dourada e policromada de autoria de Jerônimo LuÍs. Orgãos datados do Séc. XVIII, de gosto Neo-Clássico. Retábulos das Capelas da Nave em talha dourada com pinturas e esculturas. Grades de Pau Preto. Pia Baptismal Manuelina, originária da Sé Velha.

Conhecido tambbém como Colégio das Onze Mil Virgens ou de Jesus – Sé Nova.
Foi o primeiro Colégio Jesuíta em todo o Mundo e o maior de Coimbra. A sua finalidade era preparar missionários, principalmente para o Oriente. Tinha capacidade para mais de 200 alunos, corpo docente e pessoal auxiliar. Com a expulsão da Companhia em 1759, os bens do Colégio foram anexados à Fazenda da Universidade. A sua igreja passou à categoria de Sé Catedral (Sé Nova) de Coimbra em 1772, e o seu edifício, com a reforma pombalina da Universidade, foi adaptado entre 1773 e 1775 para albergar o Museu de História Natural (Museu Zoológico), que lá se mantém ainda hoje.

imagens/pm_c1dia_20130606_se_nova_4.jpgimagens/pm_c1dia_20130606_se_nova_3.jpgimagens/pm_c1dia_20130606_se_nova_1.jpg

imagens/pm_c1dia_20130606_se_nova_2.jpg


Emisssão: Rota das Catedrais Referência N.°: 20131510195
Ver Despacho nº 72/2013

 

Monumentos > Sé Nova

ver também Sé Velha


 

Página Principal | Atividades | Coimbra | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 07/09/2013