Pina Manique

 

Diogo Inácio de Pina Manique nasceu em 1733 e morreu em 1805.
Licenciou-se em Leis na Universidade de Coimbra e ao longo da sua vida desempenhou cargos como juiz do crime, desembargador, superintendente-geral dos Contrabandos e Descaminhos e intendente-geral da policia. Tal como o marquês de Pombal , foi uma das figuras marcantes do Absolutismo régio no nosso país, ao tempo de D. José e de D. Maria I . Como intendente-geral da policia, cargo em que ganhou especial evidência na sociedade da época, Pina Manique teve uma ação repressiva em relação às ideias contrarias ao sistema politico vigente. Com um zelo extremo, proibiu a circulação de publicações que considerava de conteúdo perigoso para a estabilidade do regime e mandou efetuar inúmeras prisões. Em consequência, foram muitos os intelectuais, escritores e artistas que se exilaram, neste tempo em que, no estrangeiro, as ideias do Iluminismo e da Revolução Francesa se impunham já. Por outro lado, procurou atender às necessidades das classes sociais mais baixas. Fundou a Casa Pia, em 1781, no Castelo de S. Jorge, uma instituição de início destinada ao acolhimento dos pobres e órfãos e que mais tarde foi transformada num estabelecimento de ensino.

Diogo Inácio de Pina Manique . In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012. [Consult. 2012-07-04].
Disponível na www: <URL: http://www.infopedia.pt/$diogo-inacio-de-pina-manique>.

O Centro de Educação e Desenvolvimento (CED) de Pina Manique é a maior estrutura de educação e formação da Casa Pia de Lisboa.


cc
Capela de São Jerónimo/Ermida do Restelo.
Nesta capela esteve sepultado Pina Manique, fundador da Casa Pia de Lisboa. Fonte: Direção Geral do Património Cultural

Página Principal | Atividades | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 12/10/2016