Padre Manuel da Nóbrega

 

imagens/selo_1954_Nobrega_100.jpg imagens/selo_1954_Nobrega_230.jpg imagens/selo_1954_Nobrega_350.jpg imagens/selo_1954_Nobrega_500.jpg

 

(n. Minho, 1517; m. Rio de Janeiro, 1570)imagens/selo_sanmarino_2004_nobrega_060.jpeg

Filho do desembargador Baltasar da Nóbrega, estudou humanidades no Porto e frequentou como bolseiro régio as faculdades de Cânones de Salamanca e Coimbra, onde obteve o grau de bacharel em 1541. Entrou na Companhia de Jesus, já sacerdote, em 1544, tendo efectuado missões pastorais na Beira e no Minho.

A pedido de D. João III, integrando a armada de Tomé de Sousa, chefiou o primeiro grupo de inacianos destinados ao Brasil, onde chegou em 1549.

Defendeu a liberdade dos Índios; favoreceu os aldeamentos, em estreita colaboração com o governador; cultivou a música como auxiliar da evangelização; promoveu o ensino primário através das escolas de ler e escrever e fundou pessoalmente os colégios de Salvador, de Pernambuco, de São Paulo, origem da futura cidade, e do Rio de Janeiro, onde exerceu o cargo de reitor. Ajudou a expulsar os estrangeiros da baÍa da Guanabara, contribuindo para o robustecimento do poder central e para a unificação polÍtica do território.

O seu pensamento encontra-se expresso nas Cartas, nos Apontamentos e sobretudo no Diálogo sobre a Conversão do Gentio.

Faleceu no Rio de Janeiro, em 1570, no dia em que completava 53 anos de idade.

imagens/selo_1954_Nobrega_100.jpg imagens/selo_1954_Nobrega_230.jpg imagens/selo_1954_Nobrega_350.jpg imagens/selo_1954_Nobrega_500.jpg

Desenho de Martins Barata, representando o perfil do Padre Manuel da Nóbrega, um crucifixo e as quinas de Portugal, sendo o perfil, cópia do baixo relevo modelado pelo Mestre Barata Feyo inspirado na obra que Francisco Franco havia modelado e vem reproduzida na “História da Companhia de Jesus no Brazil”. Não é conhecida nenhuma gravura do Século XVI que retrate o Fundador da Cidade de S. Paulo, pelo que houve que aproveitar outras fontes. A gravura foi aberta pelo Professor Mário Baiardi, e a impressão a talhe doce executada por Joh, Enschedé en Zonen, de Haarlem Holanda, sobre papel liso, em folhas de 100 selos para a taxa de 1$00 e folhas de 50 selos para as restantes taxas, sendo o denteado 14,5x13,5. Foram emitidos 8,5 milhões de selos de 1$00 castanho vermelho, 250 mil selos de 2$30 azul, 1 milhão de selos de 3$50 cinzento esverdeado, e 250 mil selos de 5$00 verde. Circularam de 17 de Dezembro de 1954 a 1 de Novembro de 1957.

 


Fonte: selos-postais.com

imagens/selo_angola_1954_padre_manuel_nobrega_fundacao_cidade_spaulo.jpg

imagens/selo_macau_1954_padre_manuel_nobrega_fundacao_cidade_spaulo.jpg imagens/selo_stomeprincipe_1954_padre_manuel_nobrega_fundacao_cidade_spaulo.jpg

 

Página Principal | Atividades | Coimbra | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 16/04/2014