João Pinto Ribeiro

 


Emissão: Independência de Portugal «2ª emissão»

 

 

Ligado aos Conjurados, grupo nacionalista surgido nos fins do domínio filipino no século XVII, João Pinto Ribeiro foi um ilustre jurista na sua época.
Formado na Universidade de Coimbra com o grau de bacharel em Direito Canónico em 1617, Pinto Ribeiro esteve ligado fortemente a esse grupo de Conjurados sendo um dos seus principais mentores.
Nos Conjurados esteve ligado à anulação do juramento de Tomar por incumprimento de obrigações por parte da dinastia Filipina. A conspiração dos Conjurados culminou a 1 de Dezembro de 1640, com a deposição dos representantes do rei D. Filipe III. A 15 de Dezembro de 1640 o duque de Bragança foi aclamado rei como João IV.
Além disso destacou-se como Juiz de fora das vilas de Pinhel e Ponte de Lima, Administrador dos negócios da Casa de Bragança em Lisboa, agente da aclamação de D. João IV, Cavaleiro da Ordem de Cristo, Guarda-Mor da Torre do Tombo e Desembargador do Paço Real.
Faleceu, em Lisboa, a 10 de Agosto de 1649.
Os CTT emitiram, em 1927, a 2ª emissão dedicada à Independência de Portugal, depois da 1ª emissão, no ano anterior.
No selo de 4$50, a taxa mais alta da série num total de 15 selos, foi retratado o Dr. João Pinto Ribeiro, com moldura em tons de amarelo. É o selo desta emissão com mais valor de catálogo.
Esta emissão tem a curiosidade de ter sido desenhada por 3 artistas diferentes, tendo este selo sido da responsabilidade de Alfredo Morais, segundo um quadro existente na Biblioteca Nacional, e com uma tiragem de 80 mil exemplares. Esta série foi impressa em Talhe doce, pela empresa inglesa George Harrison e Norman Broad, de Londres, algo comum na época.
De realçar, o facto desta emissão comemorativa ter tido um período de utilização muito curto: entre 29 de novembro e 2 de dezembro de 1927.

José Cura, junho de 2012

 

 

mais informações : Oliveira Marques, História do Selo postal português, pag. 152

Página Principal | Atividades | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 19/01/2013