Imprensa

[2000] [2001] [2002] [2003] [ 2006] [2007] [2008] [2009] [ 2010 ]
[ 2011 ] [ 2012 ]

[ 2013 ]


Artigo de Acácio Horta Luz sobre bibliografia filatélica de Portugal
in Boletim do CFP 12/2013


Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2013

Encerraram com êxito as comemorações nacionais do "Dia do Selo 2013" em Vila Nova de Gaia.

Decorreu no passado dia 1 de Dezembro, na cidade de Vila Nova de Gaia, mais uma manifestação evocativa das celebrações nacionais do Dia do Selo que, como vem sendo hábito, contou com a organização da Federação Portuguesa de Filatelia, em parceria, este ano, com o Clube de Coleccionadores de Gaia, comemorações estas que se realizam com assinalável êxito desde 1988. Nesta celebração que contou com o apoio do Município de Vila Nova de Gaia pretendeu-se, numa altura em que a filatelia atravessa tempos de mudança, deixar testemunho da importância que o selo assumiu como objecto primordial de colecção. Daí o Clube de Coleccionadores de Gaia, antecipando a data oficial de celebração do Dia do Selo, ter inaugurado a 22 de Novembro no Espaço Corpus Christi uma mostra filatélica com amplos intuitos pedagógicos, aonde a filatelia juvenil teve merecido destaque, evidenciado através do trabalho realizado pelo Núcleo Juvenil da Escola Secundária Almeida Garrett, núcleo este criado e apoiado pelo Clube de Coleccionadores de Gaia. Aproveitando a data, seguindo as premissas apresentadas pelo Clube de Coleccionadores de Gaia no processo vitorioso de candidatura à realização do Congresso Ordinário da Federação Portuguesa de Filatelia e preenchendo o programa do mesmo, realizou-se um interessante debate, que contou com a presença de inúmeros dirigentes de clubes federados, subordinado ao tema “A Filatelia em tempos de mudança”. Debate vivo e participativo para o qual muito contribuiu a presença dos oradores convidados Dr. Raul Moreira e Pedro Vaz Pereira. Dando continuidade ao programa realizou-se o habitual almoço do Dia do Selo, no restaurante Vino Tinto, servindo este também para a entrega dos prémios anuais de Mérito Filatélico – Literário da Federação Portuguesa de Filatelia. Este ano foram homenageados os filatelistas: Prémio “O Philatelista”- Melhor Periódico, à revista “Vale do Neiva Filatélico” da Associação de Filatelia e Coleccionismo do Vale do Neiva. Prémio “A. Guedes de Magalhães” – Melhor Autor, Prémio atribuído ex aequo a Américo Lopes Rebelo e a Eduardo José Oliveira e Sousa, ambos Artigos publicados em diversas revistas. Prémio “Aníbal Queiroga” – Melhor Website ( http://filatelica.aac.uc.pt/ ) Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra, Melhor Blog para (http://osamigosdafilatelia.blogspot.pt/) Sérgio Miguel Gaspar Pedro. Prémio “Juvenil de Literatura Filatélica” para Gonçalo Silva Barros Lima artigo publicado no nº 8 da Revista “Vale do Neiva Filatélico”. Por último foi entregue ao Sr. Jorge Fernandes, a Ordem de Mérito Filatélico, que lhe foi outorgada pelo Congresso da FPF realizado em Dezembro de 2012 na cidade de Aveiro. Pelas 15h30 na Capela Octogonal do Espaço Corpus Christi teve início o Congresso Ordinário da FPF com elevada participação de representantes dos clubes federados, tendo os trabalhos decorrido a bom ritmo e de forma positiva. Para o Clube de Coleccionadores de Gaia este evento traduziu-se num sucesso a vários níveis, não sendo de mais destacar a convivialidade companheirismo e conhecimentos filatélicos demonstrados pelos presentes. A todos um muito obrigado Saudações filatélicas A direcção do CCGaia

in blogue do CCG, 2013/12/11
http://clubedecoleccionadoresdegaia.blogspot.pt/2013/12/encerraram-com-exito-as-comemoracoes.html


in Diário do Alentejo, 2013/11/29


Quinzena de greves arranca amanhã com paralisação dos carteiros

 

Os  trabalhadores  dos  CTT  iniciam amanhã a  quinzena  de  luta  do setor dos transportes e  comunicações  contra a proposta de  Orçamento do Estado (OE) para 2014 com uma  greve  de 24 horas.

Contactado pela Lusa, o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) admitiu que pode não haver correio nesse dia.

“Estamos perante o cenário de haver muito poucas entregas de correio, uma vez que se prevê uma grande adesão”, disse Vítor Narciso.

O sindicalista referiu ainda que foram decretados serviços mínimos, mas calculou que “devem envolver menos de 10% dos trabalhadores”.

Dos serviços mínimos consta a obrigatoriedade de se entregarem vales da Segurança Social, a abertura dos marcos do correio e a abertura das estações.

Esta greve decorre na sequência da reunião que juntou, na semana passada, 36 organizações sindicais e comissões de trabalhadores do setor dos transportes.

No encontro, os trabalhadores decidiram avançar com uma quinzena de greves, entre 25 de outubro e 8 de novembro, que vai culminar com uma manifestação nacional, em Lisboa, a 9 de novembro.

Em causa está a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2014, que prevê reduções salariais, concessão das empresas públicas de transporte a privados e a redução das indemnizações compensatórias, entre outras medidas.

Depois da greve dos CTT, segue-se a paralisação de 24 horas do Metropolitano de Lisboa, a 31 de outubro.

A Transtejo e a Soflusa (transporte fluvial na região de Lisboa) param três horas por turno de 2 a 9 de novembro e os Transportes Coletivos do Barreiro (rodoviária) juntam-se “pela primeira vez à luta do setor” a 6 de novembro, desde o primeiro serviço até às 12H00.

No dia 07 de novembro é a vez de os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da CP Carga fazerem greve de 24 horas.

 

In As Beiras, 24 Out 2013

http://www.asbeiras.pt/2013/10/quinzena-de-greves-arranca-na-sexta-feira-com-paralisacao-dos-carteiros/


in A Cabra, 2013/10/15


in As Beiras, 2013/09/24


A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra ganhou prémios nacionais na classe de Literatura Filatélica

•  Publicado por  Gerson Ingrês

•  Setembro 23, 2013

 

COIMBRA – A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra ganhou no dia 21 de setembro, em Évora, vários prémios nacionais na classe de Literatura Filatélica, atribuídos durante a Ebora 2013 – XIII Exposição Filatélica Nacional – Bilateral Portugal / Bulgária, organizada pela Confraria Timbrológica Meridional de Évora com apoio da Federação Portuguesa de Filatelia e CTT – Correios de Portugal.

Os galardões, premiaram o livro editado pela SFAAC em 2013: “Carimbos Comemorativos de Coimbra” de António Bracons e José Cura com medalha de Prata Dourada e um Prémio Especial do Júri, pela qualidade da obra.

O blogue oficial da Secção foi premiado também com medalha de Prata Dourada, sendo considerado o melhor na área filatélica na Internet. O blogue está alojado no  endereço , onde são dadas a conhecer as actividades da Secção, a história postal de Coimbra e eventos filatélicos que decorrem no país.

Além dessas participações a Secção Filatélica da AAC levou a concurso o seu  site  e a revista “Cábula Filatélica”, ambos agraciados com medalha de Prata.

Além destas participações na classe de Literatura Filatélica por parte da SFAAC, vários sócios da Secção foram agraciados com excelentes classificações, provando-se a força na filatelia nacional.

O presidente da Confraria Timbrológica Meridional de Évora, João Soeiro, enalteceu o trabalho realizado pela Secção felicitando pelos galardões recebidos.

O prémio reconheceu o esforço da SFAAC na promoção da filatelia em Coimbra, em Portugal e no mundo, levando a público as actividades da Secção, história postal de Coimbra, divulgação de novas emissões filatélicas e carimbos e muitas outras actividades filatélicas realizadas no país através de um blogue, de um site, de uma publicação impressa periódica e um livro com grande dinamismo.

Com certeza que mais estes prémios serão um incentivo para a SFAAC no sentido de continuar a promover a edição de obras filatélicas, como se prevê em 2013 e 2014.

in Local.pt, 2013/09/23
http://local.pt/a-seccao-filatelica-da-associacao-academica-de-coimbra-ganhou-premios-nacionais-na-classe-de-literatura-filatelica/

Tabacaria em Celas é um autêntico posto dos CTT

José Vaz assumiu os serviços dos correios, que funcionam agora em horário alargado, sete dias por semana

Quinta, Setembro 5, 2013

Desde que o posto de correios de Celas, em Coimbra, fechou portas que os serviços são assegurados por José Vaz, das tabacarias Machado de Assis e do Arco. Primeiro provisoriamente, agora em definitivo em novas instalações, no número 77 da Avenida Calouste Gulbenkian. O espaço é quiosque e tabacaria, a área de negócio de José Vaz desde há mais de 20 anos, mas é também uma verdadeira estação de correios, com vantagens em relação à original: horário bem mais alargado.

in Diário de Coimbra, 2013/08/05
http://www.diariocoimbra.pt/noticias/tabacaria-em-celas-e-um-autentico-posto-dos-ctt
ver recorte


Coimbra: Carteiros distribuem (também) correio em bicicletas eléctricas

Depois da polícia, a “moda” de andar em bicicleta chegou aos correios. A rede de distribuição de Coimbra dos CTT – Correios de Portugal foi “contemplada” com nove bicicletas electricamente assistidas.
 
Este investimento vem reafirmar assim o desejo dos CTT de prosseguirem uma política mais amiga do ambiente, o que permitiu colocar os CTT como 6º operador postal do mundo com melhor desempenho carbónico.
Estas bicicletas vêm reforçar a estrutura que os CTT mantêm no distrito e que é composta por 127 veículos de distribuição, de várias tipologias, e que todos os dias percorrem os 13 000 quilómetros necessários para entregar 196 000 objectos postais diários.
Esta aposta na sustentabilidade, que se materializou na compra de 122 bicicletas que percorrerão Portugal inteiro, implicou um investimento de 245 000 euros.
Prevê-se que, no conjunto, as bicicletas percorram diariamente uma média de 1 400 quilómetros, ou seja, quase uma Volta a Portugal em Bicicleta por dia.
Para os CTT, a introdução destas bicicletas pode significar uma poupança de 50 toneladas de dióxido de carbono por ano.
As 150 bicicletas encomendadas (122 para distribuição e as restantes como reserva) foram produzidas em Águeda pela Órbita e foram concebidas propositadamente para os CTT.
O fabricante foi escolhido por concurso público e criou uma rede de assistência a nível nacional.

in Campeão das Províncias, 21-08-2013
http://www.campeaoprovincias.pt/pt/index.php/actualidade/1277-coimbra-carteiros-distribuem-tambem-correio-em-bicicletas-electricas


Cidadãos Por Coimbra contra privatização dos CTT



Cidadãos Por Coimbra manifesta-se contra a privatização dos CTT.  Reproduzimos na integra o comunicado do movimento concorrente às eleições autárquicas.

O governo decidiu privatizar os CTT argumentando com o cumprimento de obrigações assumidas no primeiro memorando da troika, subscrito pelo PS, PSD e CDS.

Tal decisão é, por um lado, altamente lesiva dos interesses do país, já que os CTT sempre foram uma empresa lucrativa, tendo, nos últimos 6 anos, dado um lucro de cerca de 400 milhões de euros; e, por outro lado, coloca em causa o serviço público universal de correios, em claro prejuízo dos cidadãos e das empresas.

Aliás, a atual administração dos CTT, nomeada com o declarado propósito de preparar a privatização da empresa, tem vindo a tomar já diversas medidas para a sua desvalorização, de que se destacam a degradação da qualidade da distribuição e o encerramento de mais de 100 estações de correio no último ano, muitas delas, na cidade e concelho de Coimbra.

Com tal encerramento retirou-se aos cidadãos um serviço de proximidade e de qualidade, obrigando muitas pessoas e, sobretudo, as mais idosas, a grandes deslocações para terem acesso à correspondência ou ao levantamento da sua pensão.

Para além disso, a privatização trará, irremediavelmente, o despedimento de muitos trabalhadores e a degradação das suas condições de trabalho, contribuindo, assim, para o aumento do terrível flagelo que é o desemprego.

Trata-se, pois, de uma opção ideológica do governo, sem qualquer racionalidade económica ou social, e que assenta na falsa ideia de que tudo o que é público é mau e tudo o que é privado é bom.

Por tudo isso, o movimento “ Cidadãos Por Coimbra” manifesta a sua frontal oposição à privatização da empresa CTT, defendendo a manutenção de um serviço público universal de qualidade, que sirva os cidadãos e as empresas.

O movimento “ Cidadãos Por Coimbra” reitera também a sua firme oposição à privatização de recursos naturais essenciais pertencentes à comunidade, de que se destaca a água, que este governo também pretende privatizar.

Manifesta, finalmente, a sua oposição à privatização do serviço de recolha de lixo que a Câmara Municipal de Coimbra se prepara para entregar a privados, o que trará, como já aconteceu em muitos locais que empreenderam a mesma via, grave degradação da qualidade do serviço e aumento do seu custo.

in Notícias de Coimbra , Agosto 15, 2013
http://www.noticiasdecoimbra.pt/cidadaos-por-coimbra-contra-privatizacao-dos-ctt/


Filatelia
"Croatia in the EU - A meeting of Friends" -Grande Prémio Internacional para Portugal

in Diário do Alentejo, 2013/07/19
ver recorte


in blogue O Filatelista
2013/0716


Investigadores do CEIS20 distinguidos na Croácia

in Diário de Coimbra, 2013/07/11

ver recorte


Filatelia
Mais oito catedrais em novos selos

in Diário do Alentejo, 2013/06/21
ver recorte


Grevista dos CTT acaba nos HUC

Um trabalhador dos CTT que integrou ontem um piquete de greve no Centro de Produção e Logística da empresa em Taveiro , Coimbra, teve de receber tratamento hospitalar após um incidente com agentes da GNR , disse fonte sindical.

Henrique Santos, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, disse à Lusa que, “num momento de maior tensão”, na última madrugada, o trabalhador foi atingido com gás de um ‘spray' acionado por elemento daquela força de segurança.

in As Beiras, 2013/06/08
http://www.asbeiras.pt/2013/06/grevista-dos-ctt-acaba-nos-huc


Incidente leva grevista dos CTT ao hospital

Único incidente ocorreu durante a madrugada

Decorre uma greve de 24 horas dos trabalhadores dos Correios. Sindicato fala em 90% de adesão. Administração baixa para 22% e diz que os serviços estão a funcionar. 07-06-2013 12:10

Um trabalhador dos CTT que integrou um piquete de greve no Centro de Produção e Logística da empresa em Taveiro, em Coimbra, teve esta sexta-feira de receber tratamento hospitalar após um incidente com guardas da GNR.

O coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, Henrique Santos, conta à agência Lusa que, "num momento de maior tensão", na última madrugada, o trabalhador foi atingido com gás de um “spray” accionado por elemento daquela força de segurança.

Entre "alguns empurrões", descreve, o agente da autoridade "deu-lhe um 'cheirinho' de gás". Não foi ainda possível conhecer a versão da GNR.

O grevista acabou por ser transportado por uma ambulância do INEM às urgências dos Hospitais da Universidade de Coimbra, onde lhe foi feita "uma lavagem aos olhos".

Henrique Santos explica que se tratou de "uma ligeira crispação" que opôs elementos da GNR a membros do piquete de greve, entre as 3h00 e as 3h30, cujo desfecho não deve motivar qualquer iniciativa de ordem legal da parte do sindicato.

No turno da noite, a adesão à greve dos trabalhadores dos CTT no Centro de Produção e Logística de Taveiro, que emprega cerca de 150 trabalhadores, rondou os 95%, avança o sindicalista.

A greve começou às zero horas de hoje, em protesto contra a privatização da empresa.

Administração dos CTT estima adesão de 22%
Os CTT desmentem os números apresentados pelo sindicato e dizem que a adesão à greve era de 22% às 10h30, "uma das mais baixas taxas [de adesão] de sempre", segundo fonte oficial citada pela agência Lusa.

"Todas as lojas dos Correios abriram ao público, sem excepções. No total, cerca de 2.500 lojas, incluindo as 624 Estações de Correio, estão hoje a funcionar com normalidade", avança um comunicado da empresa.

A adesão à greve foi, de acordo com o mesmo texto, "praticamente inexistente" nos serviços centrais dos CTT e "pouco perceptível na rede de lojas".

Uma maior adesão dos carteiros foi "incapaz de interromper globalmente a distribuição", acrescenta o comunicado, dizendo ainda que a adesão "foi mais significativa" nos centros de produção e logística de Lisboa (Cabo Ruivo), Coimbra (Taveiro) e Porto (Maia).

O balanço feito pelos sindicatos é bastante diferente. Esta manhã (às 9h20), estimavam uma taxa de adesão na área da distribuição na região de Lisboa de 85,12%.


[notícia corrigida às 16h36]

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=110353


GNR que lançou gás pimenta a grevista dos CTT sentiu-se «ameaçado»

Esclarecimentos do agente sobre o incidente que levou grevista de Coimbra ao hospital

Por: tvi24    |   2013-06-07 13:18

A GNR de Coimbra confirmou que um trabalhador dos CTT em greve foi, na madrugada de hoje, atingido com gás pimenta por um agente da corporação, esclarecendo que este reagiu ao «sentir a sua integridade física ameaçada».

«Dos meios que tinha ao dispor, o militar usou o mais adequado à situação», disse à agência Lusa uma fonte do Comando Territorial de Coimbra da GNR.

No entanto, sublinhou que as partes «chegaram a um entendimento» sobre os respetivos papéis no local, quando, hoje de madrugada, um piquete de greve acompanhava a paralisação no Centro de Produção e Logística dos CTT em Taveiro, concelho de Coimbra.

Foi «a própria GNR que encaminhou» o trabalhador para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), numa ambulância do INEM.

O homem teve de receber tratamento hospitalar após um incidente, com «alguns empurrões», entre agentes da GNR e os membros do piquete, disse à Lusa Henrique Santos, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações.

O sindicalista disse que o incidente ocorreu «num momento de maior tensão» e que o trabalhador regressou a casa após «uma lavagem aos olhos» na urgência dos HUC.

http://www.tvi24.iol.pt/503/sociedade/ctt-gnr-coimbra-greve-tvi24/1457857-4071.html

Incidente com GNR leva grevista dos CTT ao hospital em Coimbra

Um trabalhador dos CTT que integrou, esta sexta-feira, um piquete de greve no Centro de Produção e Logística da empresa em Taveiro, Coimbra, teve de receber tratamento hospitalar após um incidente com agentes da GNR, disse fonte sindical.

Henrique Santos, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, disse à agência Lusa que, "num momento de maior tensão", na última madrugada, o trabalhador foi atingido com gás de um "spray" acionado por elemento daquela força de segurança.

Entre "alguns empurrões", segundo o sindicalista, o agente da autoridade "deu-lhe um 'cheirinho' de gás", mas não foi ainda possível conhecer a versão da GNR.

O trabalhador foi transportado por uma ambulância do INEM às urgências dos Hospitais da Universidade de Coimbra, onde lhe foi feita "uma lavagem aos olhos".

Henrique Santos explicou que se tratou de "uma ligeira crispação" que opôs elementos da GNR a membros do piquete de greve, entre as 03.00 horas e as 03.30 horas, cujo desfecho não deverá motivar qualquer iniciativa de ordem legal da parte do sindicato.

Para já, uma fonte da GNR confirmou apenas à Lusa que o Comando Distrital de Coimbra enviou para o local uma força, com a missão de assegurar "a livre circulação de viaturas" dos CTT.

No turno da noite, a adesão à greve dos trabalhadores dos CTT no Centro de Produção e Logística de Taveiro, que emprega cerca de 150 trabalhadores, rondou os 95%, segundo o dirigente sindical.

A greve começou às 00:00 de hoje em protesto contra a privatização da empresa.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=3262102&page=-1


Agente que lançou gás pimenta a grevista dos CTT sentiu-se ameaçado

 

A GNR de Coimbra confirmou que um trabalhador dos CTT em greve foi, na madrugada desta sexta-feira, atingido com gás pimenta por um agente da corporação, esclarecendo que este reagiu ao "sentir a sua integridade física ameaçada".

"Dos meios que tinha ao dispor, o militar usou o mais adequado à situação", disse à agência Lusa uma fonte do Comando Territorial de Coimbra da GNR.

No entanto, sublinhou que as partes "chegaram a um entendimento" sobre os respetivos papéis no local, quando, esta sexta-feira de madrugada, um piquete de greve acompanhava a paralisação no Centro de Produção e Logística dos CTT em Taveiro, concelho de Coimbra.

Foi "a própria GNR que encaminhou" o trabalhador para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), numa ambulância do INEM.

O homem teve de receber tratamento hospitalar após um incidente, com "alguns empurrões", entre agentes da GNR e os membros do piquete, disse à Lusa Henrique Santos, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações.

O sindicalista disse que o incidente ocorreu "num momento de maior tensão" e que o trabalhador regressou a casa após "uma lavagem aos olhos" na urgência dos HUC.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=3262387


07.06.2013 15:07

País

GNR que lançou gás pimenta a grevista dos CTT sentiu-se ameaçado

(Lusa/Arquivo)

A GNR de Coimbra confirmou que um trabalhador dos CTT em greve foi, na madrugada de hoje, atingido com gás pimenta por um agente da corporação, esclarecendo que este reagiu ao "sentir a sua integridade física ameaçada".

"Dos meios que tinha ao dispor, o militar usou o mais adequado à situação", disse à agência Lusa uma fonte do Comando Territorial de Coimbra da GNR.

No entanto, sublinhou que as partes "chegaram a um entendimento" sobre os respetivos papéis no local, quando, hoje de madrugada, um piquete de greve acompanhava a paralisação no Centro de Produção e Logística dos CTT em Taveiro, concelho de Coimbra.



Foi "a própria GNR que encaminhou" o trabalhador para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), numa ambulância do INEM.



O homem teve de receber tratamento hospitalar após um incidente, com "alguns empurrões", entre agentes da GNR e os membros do piquete, disse à Lusa Henrique Santos, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações.



O sindicalista disse que o incidente ocorreu "num momento de maior tensão" e que o trabalhador regressou a casa após "uma lavagem aos olhos" na urgência dos HUC.



Lusa

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2013/06/07/gnr-que-lancou-gas-pimenta-a-grevista-dos-ctt-sentiu-se-ameacado


Adesão à greve dos trabalhadores dos CTT perto dos 90%

adesão  à  greve  dos  trabalhadores  dos CTT, que começou às 00:00 de hoje em  protesto  contra a  privatização  da empresa, era ao início da manhã de 87,65%, disse à agência Lusa uma fonte sindical.

“A adesão neste momento [às 07:00] está em quase 90%. Mas esta adesão contabiliza apenas os trabalhadores dos turnos da noite das centrais de correio de Porto, Coimbra e Lisboa´, porque os correios de distribuição começam a entrar às 07:00 e ainda não temos dados”, disse à Lusa o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNCT), Vítor Narciso.

A greve, marcada pelo SNCT, entre as 00:00 e as 24:00 de sexta-feira, visa protestar “contra a privatização dos CTT” e “defender um serviço público postal de qualidade”.

Vítor Narciso adiantou que dos 235 trabalhadores escalados para o turno que teve início às 00:00, 206 fizeram greve.

Na opinião do sindicalista, estes números apontam para “uma fortíssima resposta dos trabalhadores às afirmações dos dirigentes dos CTT e à intenção do Governo em privatizar a empresa”.

in As Beiras
http://www.asbeiras.pt/2013/06/adesao-a-greve-dos-trabalhadores-dos-ctt-perto-dos-90/


Barbosa de Melo não entende “necessidade de privatizar” Correios

Terça, Junho 4, 2013

A privatização dos CTT não é do agrado do presidente da Câmara de Coimbra. Na reunião de ontem do executivo municipal, João Paulo Barbosa de Melo falou de «um erro político grave». «Não entendo a necessidade de privatizar os Correios em Portugal», referiu o autarca, que se manifestou contrário «à desagregação e à alienação» da empresa.

In Diário de Coimbra, 2013/06/04
http://www.diariocoimbra.pt/noticias/barbosa-de-melo-nao-entende-necessidade-de-privatizar-correios


Coimbra: Presidente sente-se enganado pelos CTT

Publicado em 03-06-2013

O presidente da Câmara de Coimbra, João Barbosa de Melo (PSD), afirmou, hoje, sentir-se enganado pela forma como os Correios têm lidado com a autarquia acerca do fecho de estações no concelho.

Segundo o edil, os CTT aludem, agora, ao enceramento de seis estações, depois de terem acenado com o fecho de duas. Neste contexto, considerou que a empresa tem agido de má-fé.

Ao invocar a sua condição de social-democrata, Barbosa de Melo disse ser “incapaz de compreender” privatizações como a da distribuição postal e a do fornecimento de água.

In Campeão das Províncias, 2013/06/03
http://www.campeaoprovincias.pt/pt/index.php/actualidade/433-coimbra-presidente-sente-se-enganado-pelos-ctt


Privatizar os CTT é um “erro político”, diz Barbosa de Melo

O presidente da Câmara de Coimbra , Barbosa de Melo , considerou ontem “um erro político ” a privatização dos CTT . Na reunião quinzenal do executivo, o auta r ca reconheceu que não entende “a necessidade de privatizar ” os correios, pois “estamos a falar de uma empresa que ajudou a fazer o país”. “Se não é possível manter estes serviços na esfera pública, o que se mantém?”, questionou o presidente .

Para além destas dúvidas, Barbosa de Melo acusou a administração dos CTT de atuar de “má-fé” neste caso. E especificou: “não se pode negociar com pessoas que primeiro dizem uma coisa e depois dizem outra”.

In As Beiras, 2013/06/04
http://www.asbeiras.pt/2013/06/privatizar-os-ctt-e-um-erro-politico-diz-barbosa-de-melo/


Presidente da Câmara de Coimbra diz que vão encerrar 6 estações dos CTT

Presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) contra o encerramento de estações dos Correios. Diz que recebeu uma carta a informar que vão encerrar 6 estações no concelho. Recorda que primeiro lhe escreveram a garantir que eram só duas, qualquer dia são 7, adverte na sessão da CMC que está a decorrer nos Paços do Concelho. João Paulo Barbosa de Melo não entende porque é que um serviço tão essencial está a ser desmantelado. “Destruir um elemento agregador do país é um erro político, claro”, refere o autarca.

por Notícias de Coimbra , Junho 3, 2013
http://www.noticiasdecoimbra.pt/presidente-da-camara-de-coimbra-diz-que-vao-encerrar-6-estacoes-dos-ctt/


CTT fecha em Celas e bloqueia apartados a clientes

 

Os clientes dos CTT com apartados pagos em Celas foram surpreendidos com o fecho da estação . Ontem, em mais um dia de tensão , face a mais um conjunto de encerramentos, em todo o país , o DIÁRIO AS BEIRAS seguiu um caso , naquela estação , que levou o cliente a desesperar e a assinar o livro de reclamações .
Para o cliente em causa, que é dono de uma empresa na freguesia dos Olivais, o fecho da estação de Celas implicou um dia perdido. Primeiro, porque ficou sem acesso ao seu apartado. Depois, porque foi remetido para a estação da Solum (no centro comercial), onde nada encontrou da sua correspondência
Foi, entretanto, contactado o carteiro do giro, mas também este nada tinha para lhe entregar.
O empresário resolveu, então, deslocar-se à estação central, na avenida Fernão de Magalhães, onde pediu o livro de reclamações e deu conta da sua revolta.
Entretanto, tratou também de informar o presidente da Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, Francisco Andrade, até porque sabe de muitas outras situações similares, em empresas e instituições da freguesia.
Curiosamente, após a reclamação, recebeu na sua empresa, cerca das 17H00, alguma correspondência, nomeadamente, a edição do dia do DIÁRIO AS BEIRAS, uma carta Ccom cheques… e uma tabela dos CTT Expresso.
Ontem, ainda, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) criticou, em comunicado, “esta privação de acesso dos cidadãos à Rede Pública Postal, que tem vindo a ser uma constante por parte da administração dos CTT, alegando sempre pretensas razões de segurança, tem vindo a fechar ao público todas as estações onde têm vindo a realizar-se ações públicas de protesto contra o encerramento de estações de correios ao arrepio da opinião das respetivas populações e autarcas”.

in As Beiras, 2013/06/01
http://www.asbeiras.pt/2013/06/ctt-fecha-em-celas-e-bloqueia-apartados-a-clientes/


Souselas “em peso” contra fim anunciado da estação dos CTT

Centenas de assinaturas irão seguir para o Governo

Quinta, Maio 30, 2013

A população de Souselas está a manifestar-se, numa petição já com centenas de assinaturas, contra o encerramento da estação de correios local, a única a norte de Coimbra, servindo várias freguesias limítrofes.
«Não faz sentido», argumenta o presidente da Junta de Freguesia de Souselas, ao lembrar a responsabilidade social do Estado. «Não faz sentido numa zona com uma forte componente industrial e comercial, e com uma elevada taxa de população idosa, que vai levantar as reformas nos CTT, encerrar uma estação que foi das que «menos clientes perdeu» entre

in Diário de Coimbra, 2013/05/30
http://www.diariocoimbra.pt/noticias/souselas-em-peso-contra-fim-anunciado-da-estacao-dos-ctt

ver recorte


CTT de Celas já não
abrem hoje as portas

Sexta, Maio 31, 2013

O espaço dos CTT em Celas, Coimbra, já não vai abrir hoje ao público, revelou ontem à tarde o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) de Coimbra.

http://www.diariocoimbra.pt/noticias/ctt-de-celas-ja-nao-abrem-hoje-portas


Populares barricaram-se
no interior dos Correios

Durante cerca de três horas mais de duas dezenas de pessoas
mantiveram-se no interior dos CTT de Albergaria dos Doze, em protesto

Sexta, Maio 31, 2013

Mais de duas dezenas de pessoas estiveram ontem barricadas, durante cerca de três horas, no interior da estação de Correios de Albergaria dos Doze, em protesto contra o encerramento daquele serviço postal, enquanto cerca de duas centenas se concentravam no exterior do edifício.

http://www.diariocoimbra.pt/noticias/populares-barricaram-se-no-interior-dos-correios


Celas já “ficou” ontem sem posto dos Correios

Os utentes do posto dos Correios da zona de Celas foram ontem surpreendidos com o encerramento , por razões de segurança , da loja. Alguns deles tentaram chegar ao local antes da hora marcada pela CDU para protestar contra a decisão da administração da empresa pública e viram, pela primeira vez, o posto fechado ao público.

Um dos utentes, que não quis identificar-se, pretendia levantar “no último dia do prazo” uma encomenda. “E agora, o que é que eu faço?”, questionava, com elementos do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) a pedirem para se deslocar no dia seguinte ao posto e fazer uma reclamação.

in As Beiras, 2013/05/23
http://www.asbeiras.pt/2013/05/celas-ja-ficou-ontem-sem-posto-dos-correios


Manifestação levou empresa a fechar Correios de Celas

Quinta, Maio 23, 2013

A administração dos CTT decidiu fechar ao público, durante o dia de ontem, e alegando «motivos de segurança», o posto dos Correios de Celas, para onde a CDU tinha convocado, às 17h30, uma manifestação que juntou cerca de três dezenas de pessoas em protesto contra o encerramento desta e de duas outras estações dos CTT no concelho de Coimbra .

http://www.diariocoimbra.pt/noticias/manifestacao-levou-empresa-fechar-correios-de-celas


Posto dos CTT de Celas (Coimbra) fechado "por motivos de segurança"

Lusa

17:29  Quarta feira, 22 de maio de 2013

Coimbra, 22 mai (Lusa) - A administração dos CTT decidiu fechar ao público, durante o dia de hoje e por motivos de segurança, o posto dos Correios de Celas, Coimbra, para onde está agendada uma manifestação, disse fonte da empresa.

"Confirmamos que o posto está fechado, hoje, por causa da manifestação, devido a não existirem condições de segurança para prestação do serviço à população", disse à agência Lusa fonte dos CTT.

A manifestação, convocada pela CDU, está agendada a partir das 17:30 de hoje, junto ao posto de Celas, contra o encerramento desta e duas outras estações dos CTT no concelho de Coimbra e contra a privatização da empresa

http://expresso.sapo.pt/posto-dos-ctt-de-celas-coimbra-fechado-por-motivos-de-seguranca=f808868


CDU promove concentração contra fecho de estações de Correios em Coimbra

Coimbra, 22 mai (Lusa) -- Cerca de três dezenas de pessoas concentram-se hoje, às 17:30, em Coimbra, junto aos Correios de Celas, num protesto promovido pela CDU contra o encerramento desta e de outras estações dos CTT no concelho.

"Está em curso uma manobra de encerramento de vários postos e estações dos Correios no concelho de Coimbra, à semelhança do que acontece um pouco por todo o país", disse à agência Lusa, Andreia Pereira, dirigente da Direção da Organização Regional de Coimbra do PCP, partido que integra aquela coligação eleitoral.

Os Correios, sustentou a dirigente comunista, "são de todos, têm de estar ao serviço de todos, e são um serviço público fundamental às populações, à economia nacional, ao desenvolvimento regional e à coesão territorial".



Ler mais:   http://visao.sapo.pt/cdu-promove-concentracao-contra-fecho-de-estacoes-de-correios-em-coimbra=f731188#ixzz2U72HXlPA


CDU: Concentração junto aos CTT de Celas em defesa dos Correios

 

Publicado em 20-05-2013

A CDU promove, quarta-feira, uma concentração junto à estação dos CTT de Celas. A acção pretende denunciar “uma manobra de encerramento de vários postos e estações dos Correios no concelho de Coimbra”, explicam os organizadores do protesto.

 

Mercado de D. Pedro V, Santa Clara, Universidade, Taveiro, Ceira e Hospitais da Universidade de Coimbra são alguns dos locais cujos postos dos CTT foram encerrados.

A CDU receia que o mesmo venha a acontecer com as estações dos Correios existente em Celas, Santa Clara (Rossio) e Souselas.

“Os Correios são do Povo! São de todos, têm de estar ao serviço de todos, e são um serviço público fundamental às populações, à economia nacional, ao desenvolvimento regional e à coesão territorial”, pode ler-se no manifesto que está a ser distribuído.

A CDU apela à participação popular e acentua que “estes encerramentos não podem ser desligados da política de sucessivos governos do PS, PSD e CDS, que visa privatizar este importante serviço”.

A concentração, junto ao posto dos CTT, em Celas, está agendada para as 17h30.

 

http://campeaoprovincias.pt/pt/index.php/politica/175-cdu-concentracao-junto-aos-ctt-de-celas-em-defesa-dos-correios


ECONOMIA

Greve geral nacional nos Correios decorre a 7 de junho

Trabalhadores estão contra a privatização da empresa

Por:   tvi24   / CPS      |   2013-05-10 19:29

Os trabalhadores dos CTT vão fazer «greve geral nacional», no dia 7 de junho, contra a privatização da empresa e «em defesa de um serviço público de qualidade», anunciou esta sexta-feira, em Coimbra, o dirigente sindical Henrique Santos.

O coordenador da Secção da Beira Litoral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações (SNTCT) falava aos jornalistas, hoje, à tarde, durante uma manifestação, na Praça 8 de Maio, na Baixa de Coimbra, contra o encerramento do Centro de Produção e Logística (CPL) dos CTT na região Centro, instalado em Taveiro (Coimbra).

A paralisação de 7 de junho visa protestar «contra a privatização dos CTT» e «defender um serviço público postal de qualidade», adiantou Henrique Santos, salientando que os serviços dos correios em Portugal - que são «dos melhores do mundo» - se estão «a degradar todos os dias», designadamente em relação à «entrega de correio».

O encerramento do CPL de Taveiro, que «está em curso», e de estações de correios e a redução de marcos de correios são medidas que degradam o serviço e o afastam cada vez mais dos utentes, ao «contrário daquilo que a administração da empresa» pretende fazer crer, afirmando que quer, com estas medidas, aproximar os Correios das populações, sublinhou Henrique Santos, citado pela Lusa.

Várias dezenas de trabalhadores do CPL dos CTT na região Centro, em Taveiro (onde trabalham cerca de 140 funcionários), manifestaram-se, hoje, em Coimbra, «contra o encerramento da central», em «defesa do serviço público» e «contra a privatização» da empresa.

A administração dos Correios assegura que aquela «central não vai encerrar», mas «está a deslocalizar serviços» para Lisboa, com a intenção de «retirar» de Taveiro «toda a central», disse, aos jornalistas, o dirigente da SNTCT.

A manifestação, durante a tarde de hoje, coincidiu com o dia de greve dos trabalhadores do CPL de Taveiro, convocada por aquele sindicato, igualmente para protestar contra a alegada intenção de deslocalização do centro para Lisboa, contra a privatização dos CTT.

A empresa sustentou, na quinta-feira, que a paralisação afetaria apenas a central logística, «não se estendendo ao Centro de Distribuição Postal a ele adjacente (de onde saem os carteiros)», mas Henrique Santos afirma que «diversas áreas da região» foram afetadas, atrasando a distribuição do correio, parte da qual não terá sido feita hoje.

A greve no CPL de Taveiro e a manifestação de hoje marcam «o início da luta contra a privatização», contra a degradação dos serviços de distribuição dos CTT, sublinhou o dirigente sindical.

Durante a sua intervenção, na manifestação desta tarde, o dirigente do SNTCT António Pereira desafiou o líder do PS, «António José Seguro, a dizer se é a favor ou contra a privatização dos CTT, mas de forma clara e não com um 'nim'».

O vereador e candidato à Câmara de Coimbra, pela CDU, Francisco Queirós, também participou no protesto, manifestando a sua solidariedade com os trabalhadores dos CTT e contestando a política que a empresa tem vindo a adotar, designadamente em relação ao encerramento de estações de correio, «como está a acontecer em Coimbra».

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda entregou hoje um requerimento na Assembleia da República, questionando o governo sobre o anúncio da administração dos CTT, revelando estar a «estudar o encerramento de quatro estações de correios em Coimbra: Rossio, Celas, Cernache e Souselas».

 

http://www.tvi24.iol.pt/economia---economia/correios-greve-ctt/1448410-6377.html


CTT lançam emissão dedicada aos 25 anos do programa Erasmus

 

Os  CTT  vão lançar esta terça-feira uma emissão  filatélica  que assinala os  25 anos  do  programa europeu   Erasmus , de  intercâmbio  de  estudantes , que se comemoram em 2012.

A emissão recorda os  três milhões  de estudantes europeus que já circularam na  Europa  neste quarto de século, e também para falar sobre a importância dos selos para quem se desloca entre países.

Os CTT vão lançar 185 mil selos marcados a 0,68 cêntimos e um bloco com selo e carimbo marcado a três euros. O conjunto tem ilustração concebida pela Folk Design.

 

Texto Agência Lusa

 

As Beiras, 2013/04/16

http://www.asbeiras.pt/2012/04/ctt-lancam-emissao-dedicada-aos-25-anos-do-programa-erasmus/


Deputados e vereadores do PS questionam fecho dos CTT em Taveiro

O   PS   quer saber se está iminente o   fecho   do Centro de Tratamento   Postal dos CTT , em   Taveiro . Ontem, os deputados Rui Pedro Duarte e Rui Paulo Figueiredo perguntaram ao ministro da Economia e do Emprego o que sabe o governo desta possibilidade e quais as diligências já efetuadas.

Na iniciativa da AR, os dois parlamentares perguntam, também, qual o destino dos cerca de 200 trabalhadores desta unidade dos CTT e de que forma estão garantidos os seus direitos laborais.

Ao DIÁRIO AS BEIRAS, Rui Pedro Duarte afirmou que o governo “tem de clarificar urgentemente a sua intenção”.

Paulo Marques

As Beiras, 2013/03/27

http://www.asbeiras.pt/2013/03/deputados-e-vereadores-do-ps-questionam-fecho-dos-ctt-em-taveiro/


Novo número de Cábula Filatélica

in As Beiras, 2013/05/24


Apresentação Revista Cábula Filatélica

in Diário de Coimbra, 2013/05/23
ver recorte


in Viral Agenda, 2013/05/23


Manifestação levou empresa a encerrar Correios de Celas

in Diário de Coimbra, 2013/05/23
ver recorte


Correio normal enviado de Coimbra para Coimbra vai ter de passar por Lisboa

MARIANA OLIVEIRA

10/05/2013 - 19:27

Funcionários que estão em greve nesta sexta-feira dizem que já há cartas a demorar quatro e cinco dias a atravessar a cidade.

Empresa garante que greve de trabalhadores de Coimbra não irá gerar "atrasos relevantes" DR

Grande parte das cartas entregues em Coimbra, com destinatário na mesma cidade, vão ter que passar a ir a Lisboa antes de serem recebidas. A excepção será apenas para o correio azul e para as cartas registadas. Isto porque a partir de segunda-feira vão ser transferidos para a capital parte dos serviços realizados pelo Centro de Produção e Logística do Centro dos CTT, cujos trabalhadores estão nesta sexta-feira em greve.

António Pereira, da direcção do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações (SNTCT), diz que a mudança deixou 17 funcionários fora da escala, uma situação que preocupa os dirigentes sindicais. “A empresa garante que não vai despedir ninguém e que vamos receber outros serviços, mas ainda não há data marcada para isso acontecer”, diz o sindicalista. Numa nota enviada ao PÚBLICO, a administração dos CTT diz que já na próxima terça-feira, 14 de Maio, começam as acções de formação que habilitarão os trabalhadores a desempenhar funções na vídeo-codificação. “O objectivo da reorganização em curso é melhorar a eficiência da rede operacional dos CTT e assim garantir a sustentabilidade da empresa”, afirmam os CTT.

A greve e a manifestação no centro de Coimbra serviram para os trabalhadores defenderem “o serviço público” prestado pelos CTT. Algumas cartas, as de tamanho maior, já passaram no mês passado a ser tratadas em Lisboa, o que gera atrasos na distribuição. “Temos tido muitas reclamações porque parte do correio enviado de Coimbra com destino à mesma cidade já demora quatro a cinco dias a chegar”, afirma António Pereira.

O encerramento de estações de correio em Coimbra é outra preocupação do SNTCT. “Segundo as últimas informações, na cidade de Coimbra, onde existem 13 estações de correios, vão continuar abertas apenas três”, precisa.

Numa nota enviada ao PÚBLICO, a administração dos CTT concentra-se na questão da transferência de serviços.  “A reorganização em curso consiste na manutenção neste centro das operações de logística e de tratamento de correio prioritário e na transferência para outras instalações dos correios do tratamento manual e mecanizado de correio normal”, diz a empresa. E acrescenta que serão transferidos de Lisboa para Coimbra os  "serviços de vídeo-codificação de correspondência e também do serviço mail-manager, que consiste na digitalização de grandes volumes de correio, ambos exigindo mão-de-obra intensiva”. Os CTT garantem ainda que pretendem manter o Centro Logístico dos Correios de Coimbra em funcionamento, desmentindo qualquer intenção de encerramento.

António Pereira diz que houve uma grande adesão à greve e contabiliza: “Dos 64 trabalhadores do turno da noite, o mais importante, só trabalharam dois”. Isto, diz, atrasará a entrega de algum correio, nomeadamento o azul e as cartas registadas, que continuam a ser tratadas em Coimbra. Já a administração dos CTT estimava que “a greve terá um impacto nulo ou residual no serviço aos clientes”, já que abrangeu apenas a central logística, deixando de fora o Centro de Distribuição Postal, de onde saem os carteiros. E remata: “As lojas dos correios funcionarão com normalidade e os carteiros farão os seus giros como habitualmente; e prevê-se que a correspondência não seja objecto de atrasos relevantes”.

in Publico, 2013/05/10
http://www.publico.pt/sociedade/noticia/correio-normal-enviado-de-coimbra-com-destino-a-cidade-vai-ter-de-passar-por-lisboa-1594034


Manifestação levou empresa
a fechar Correios de Celas

Edição de: 

Quinta, Maio 23, 2013

A administração dos CTT decidiu fechar ao público, durante o dia de ontem, e alegando «motivos de segurança», o posto dos Correios de Celas, para onde a CDU tinha convocado, às 17h30, uma manifestação que juntou cerca de três dezenas de pessoas em protesto contra o encerramento desta e de duas outras estações dos CTT no concelho de Coimbra .

 

http://www.diariocoimbra.pt/noticias/manifestacao-levou-empresa-fechar-correios-de-celas


Posto dos CTT de Celas (Coimbra) fechado "por motivos de segurança"

Lusa

17:29  Quarta feira, 22 de maio de 2013

Coimbra, 22 mai (Lusa) - A administração dos CTT decidiu fechar ao público, durante o dia de hoje e por motivos de segurança, o posto dos Correios de Celas, Coimbra, para onde está agendada uma manifestação, disse fonte da empresa.

"Confirmamos que o posto está fechado, hoje, por causa da manifestação, devido a não existirem condições de segurança para prestação do serviço à população", disse à agência Lusa fonte dos CTT.

A manifestação, convocada pela CDU, está agendada a partir das 17:30 de hoje, junto ao posto de Celas, contra o encerramento desta e duas outras estações dos CTT no concelho de Coimbra e contra a privatização da empresa



Ler mais:   http://expresso.sapo.pt/posto-dos-ctt-de-celas-coimbra-fechado-por-motivos-de-seguranca=f808868#ixzz2U71cIwCb

 

http://expresso.sapo.pt/posto-dos-ctt-de-celas-coimbra-fechado-por-motivos-de-seguranca=f808868


CDU promove concentração contra fecho de estações de Correios em Coimbra

Lusa - Esta notícia foi escrita nos termos do Acordo Ortográfico

18:19  Quarta feira, 22 de Maio de 2013 |

Coimbra, 22 mai (Lusa) -- Cerca de três dezenas de pessoas concentram-se hoje, às 17:30, em Coimbra, junto aos Correios de Celas, num protesto promovido pela CDU contra o encerramento desta e de outras estações dos CTT no concelho.

"Está em curso uma manobra de encerramento de vários postos e estações dos Correios no concelho de Coimbra, à semelhança do que acontece um pouco por todo o país", disse à agência Lusa, Andreia Pereira, dirigente da Direção da Organização Regional de Coimbra do PCP, partido que integra aquela coligação eleitoral.

Os Correios, sustentou a dirigente comunista, "são de todos, têm de estar ao serviço de todos, e são um serviço público fundamental às populações, à economia nacional, ao desenvolvimento regional e à coesão territorial".

Ler mais:   http://visao.sapo.pt/cdu-promove-concentracao-contra-fecho-de-estacoes-de-correios-em-coimbra=f731188#ixzz2U72HXlPA


CDU: Concentração junto aos CTT de Celas em defesa dos Correios

Publicado em 20-05-2013

A CDU promove, quarta-feira, uma concentração junto à estação dos CTT de Celas. A acção pretende denunciar “uma manobra de encerramento de vários postos e estações dos Correios no concelho de Coimbra”, explicam os organizadores do protesto.

 

Mercado de D. Pedro V, Santa Clara, Universidade, Taveiro, Ceira e Hospitais da Universidade de Coimbra são alguns dos locais cujos postos dos CTT foram encerrados.

A CDU receia que o mesmo venha a acontecer com as estações dos Correios existente em Celas, Santa Clara (Rossio) e Souselas.

“Os Correios são do Povo! São de todos, têm de estar ao serviço de todos, e são um serviço público fundamental às populações, à economia nacional, ao desenvolvimento regional e à coesão territorial”, pode ler-se no manifesto que está a ser distribuído.

A CDU apela à participação popular e acentua que “estes encerramentos não podem ser desligados da política de sucessivos governos do PS, PSD e CDS, que visa privatizar este importante serviço”.

A concentração, junto ao posto dos CTT, em Celas, está agendada para as 17h30.

http://campeaoprovincias.pt/pt/index.php/politica/175-cdu-concentracao-junto-aos-ctt-de-celas-em-defesa-dos-correios

 


ECONOMIA

Greve geral nacional nos Correios decorre a 7 de junho

Trabalhadores estão contra a privatização da empresa

Por:   tvi24   / CPS      |   2013-05-10 19:29

Os trabalhadores dos CTT vão fazer «greve geral nacional», no dia 7 de junho, contra a privatização da empresa e «em defesa de um serviço público de qualidade», anunciou esta sexta-feira, em Coimbra, o dirigente sindical Henrique Santos.

O coordenador da Secção da Beira Litoral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações (SNTCT) falava aos jornalistas, hoje, à tarde, durante uma manifestação, na Praça 8 de Maio, na Baixa de Coimbra, contra o encerramento do Centro de Produção e Logística (CPL) dos CTT na região Centro, instalado em Taveiro (Coimbra).

A paralisação de 7 de junho visa protestar «contra a privatização dos CTT» e «defender um serviço público postal de qualidade», adiantou Henrique Santos, salientando que os serviços dos correios em Portugal - que são «dos melhores do mundo» - se estão «a degradar todos os dias», designadamente em relação à «entrega de correio».

O encerramento do CPL de Taveiro, que «está em curso», e de estações de correios e a redução de marcos de correios são medidas que degradam o serviço e o afastam cada vez mais dos utentes, ao «contrário daquilo que a administração da empresa» pretende fazer crer, afirmando que quer, com estas medidas, aproximar os Correios das populações, sublinhou Henrique Santos, citado pela Lusa.

Várias dezenas de trabalhadores do CPL dos CTT na região Centro, em Taveiro (onde trabalham cerca de 140 funcionários), manifestaram-se, hoje, em Coimbra, «contra o encerramento da central», em «defesa do serviço público» e «contra a privatização» da empresa.

A administração dos Correios assegura que aquela «central não vai encerrar», mas «está a deslocalizar serviços» para Lisboa, com a intenção de «retirar» de Taveiro «toda a central», disse, aos jornalistas, o dirigente da SNTCT.

A manifestação, durante a tarde de hoje, coincidiu com o dia de greve dos trabalhadores do CPL de Taveiro, convocada por aquele sindicato, igualmente para protestar contra a alegada intenção de deslocalização do centro para Lisboa, contra a privatização dos CTT.

A empresa sustentou, na quinta-feira, que a paralisação afetaria apenas a central logística, «não se estendendo ao Centro de Distribuição Postal a ele adjacente (de onde saem os carteiros)», mas Henrique Santos afirma que «diversas áreas da região» foram afetadas, atrasando a distribuição do correio, parte da qual não terá sido feita hoje.

A greve no CPL de Taveiro e a manifestação de hoje marcam «o início da luta contra a privatização», contra a degradação dos serviços de distribuição dos CTT, sublinhou o dirigente sindical.

Durante a sua intervenção, na manifestação desta tarde, o dirigente do SNTCT António Pereira desafiou o líder do PS, «António José Seguro, a dizer se é a favor ou contra a privatização dos CTT, mas de forma clara e não com um 'nim'».

O vereador e candidato à Câmara de Coimbra, pela CDU, Francisco Queirós, também participou no protesto, manifestando a sua solidariedade com os trabalhadores dos CTT e contestando a política que a empresa tem vindo a adotar, designadamente em relação ao encerramento de estações de correio, «como está a acontecer em Coimbra».

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda entregou hoje um requerimento na Assembleia da República, questionando o governo sobre o anúncio da administração dos CTT, revelando estar a «estudar o encerramento de quatro estações de correios em Coimbra: Rossio, Celas, Cernache e Souselas».

 

http://www.tvi24.iol.pt/economia---economia/correios-greve-ctt/1448410-6377.html


Incidentes entre trabalhadores dos CTT

O condutor de um veículo pesado dos CTT “quase” atropelou dois colegas numa passadeira junto ao Centro de Produção e Logística do Centro , em Taveiro . Este incidente ocorreu na última madrugada e obrigou mesmo à presença de elementos da GNR no local.

Segundo o coordenador da Beira Litoral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT), o gesto do condutor do pesado “é reprovável”, pois para além de “não ser solidário com a luta dos seus colegas, ainda colocou em risco a sua vida”.

Como tal, o dirigente sindical reprovou a sua atitude, ao mesmo tempo que elogiou a postura dos trabalhadores presentes que decidiram “invadir” a passadeira e, desta forma, impedir que os camiões com correspondência pudessem sair do centro de tratamento até às 06H30.

in As Beiras, 2013/05/11
http://www.asbeiras.pt/2013/05/incidentes-entre-trabalhadores-dos-ctt/


Trabalhadores dos CTT do Centro manifestam-se hoje contra privatização da empresa

Lusa

  6:33  Sexta feira, 10 de maio de 2013

Lisboa, 10 mai (Lusa) -- Os trabalhadores do Centro de Produção e Logística dos CTT na região Centro vão hoje, às 16:00, concentrar-se na praça 08 de Maio, em Coimbra, numa manifestação "em defesa do serviço público", e "contra a privatização" da empresa.

O protesto, convocado pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações, coincide com um dia de greve.

Para os CTT - Correios de Portugal, a greve prevista para o Centro de Produção e Logística do Centro, em Taveiro, Coimbra, não afetará o funcionamento daquele serviço, estimando que manterá a normalidade.


in Expresso, 2013/05/10

http://expresso.sapo.pt/trabalhadores-dos-ctt-do-centro-manifestam-se-hoje-contra-privatizacao-da-empresa=f806004


CTT anunciam novos serviços em Taveiro em dia de greve

Os trabalhadores dos Correios estão hoje em greve , numa ação de protesto que afeta sobretudo o Centro de Produção e Logística do Centro , em Taveiro.

À tarde, na Praça 8 de Maio, há uma concentração contra a transferência de serviços para Lisboa, o fecho de estações, a não distribuição diária de correio, à degradação dos serviços, à diminuição dos postos de trabalho, com vista à privatização dos CTT.

Em nota à imprensa, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações informa que vai manter, durante o dia de hoje, um piquete de greve frente ao edifício do CTT/Taveiro.

in As Beiras, 2013/05/10
http://www.asbeiras.pt/2013/05/ctt-anunciam-novos-servicos-em-taveiro-em-dia-de-greve/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook

 


CTT admitem fechar quatro lojas em Coimbra

 

Os CTT Correios de Portugal confirmaram ontem, através de comunicado , que estão apenas a analisar a transferência do serviço postal prestado por quatro estações de Correio localizadas no concelho: Rossio , Celas , Cernache e Souselas .

Desta forma, e a concretizarem-se as medidas em análise, o serviço da empresa continuará a ser assegurado por seis lojas próprias e 23 postos de Correio.

A administração dos CTT refere que ainda não existe “uma decisão tomada nem sobre a transferência nem sobre a data em que poderá eventualmente ocorrer”.

In As Beiras, 2013/05/08

http://www.asbeiras.pt/2013/05/ctt-admitem-fechar-quatro-lojas-em-coimbra/


PCP exige saber razões de fecho de estações dos CTT

 

O PCP marcou para esta quarta-feira um debate potestativo na Assembleia da República para forçar o Governo a explicar as medidas previstas para os Correios , nomeadamente o “ encerramento de centenas de estações dos CTT “.

“Os Correios têm desde há séculos um papel estruturante do ponto de vista económico e do funcionamento do país e é assim, eu diria, em qualquer parte do mundo, para o próprio funcionamento do Estado”, explicou o deputado comunista Bruno Dias, em declarações à Lusa.

O grupo parlamentar comunista anunciara a 24 de abril, durante as suas jornadas parlamentares, em Viana do Castelo, a convocação desta discussão no Parlamento, forçando assim o executivo da maioria PSD/CDS-PP a estar presente na sessão plenária, embora ainda não esteja confirmado oficialmente o nome do representante da tutela.

“O PCP tentou de várias formas realizar audições parlamentares com o Governo, com a Autoridade Nacional das Comunicações, com a administração e os trabalhadores dos CTT, mas foram sempre inviabilizadas pela maioria, que votou contra. Agora vão ter de vir a debate”, continuou o parlamentar comunista, alertando para o facto de, no último ano, já terem sido “perdidos” 670 postos de trabalho nos CTT.

Para Bruno Dias, os Correios são “um serviço de proximidade muito importante para as pessoas, que têm uma relação de confiança que dificilmente têm com qualquer outro negócio, quando se trata de notificações do Estado, da pensão de reforma, uma informação, um esclarecimento, a privacidade e confidencialidade da correspondência e da vida das pessoas”.

“Neste contexto de aperto económico das populações em que as pessoas têm cada vez mais o dinheiro contado para chegar ao fim do mês, há outro problema que vamos colocar que é a política de preços e de tarifas”, disse, realçando ter sido anunciado um “aumento médio anual de 2,9 por cento”, o qual esconde que “o selo normal, que diz mais às pessoas no dia-a-dia, aumentou de 0,32 para 0,36 cêntimos, ou seja, 12, 5 por cento”.

In As Beiras, 2013/05/08

http://www.asbeiras.pt/2013/05/pcp-exige-saber-razoes-de-fecho-de-estacoes-dos-ctt/


CTT deve ficar apenas com três lojas na cidade de Coimbra

O vereador socialista , Carlos Cidade , alertou ontem o executivo municipal para a “ ofensiva ” que a administração dos CTT está a preparar para a cidade de Coimbra .

Depois de já terem fechado as lojas do Mercado D. Pedro V, Universidade de Coimbra, Santa Clara e Taveiro, a empresa pública tem em vista fechar mais sete lojas no concelho – a saber: Celas, Cernache, Pedrulha, Rossio de Santa Clara, S. Martinho do Bispo, Praça da República e Souselas. Ou seja, em Coimbra, e de acordo com o autarca socialista, os CTT devem manter apenas abertas as lojas do Vale das Flores, Fernão de Magalhães e S. José.

In As Beiras, 2013/05/07
http://www.asbeiras.pt/2013/05/ctt-deve-ficar-apenas-com-tres-lojas-na-cidade-de-coimbra/


Cidade alerta que os CTT só querem três estações

Barbosa de Melo garante que as duas estações a fechar no concelho vão ser substituídas por quatro postos

Terça, Maio 7, 2013

O alerta partiu de Carlos Cidade, vereador do PS, e deixou João Paulo Barbosa de Melo, presidente da Câmara de Coimbra, surpreendido. «A situação dos CTT é ainda mais grave. A Administração dos CTT prepara-se para deixar só três estações no concelho de Coimbra: a da Solum, a do Vale das Flores e a da Fernão de Magalhães. Tudo o resto é para fechar. Isto é muito grave», denunciou o socialista.

 

In Diário de Coimbra, 2013/05/07
http://www.diariocoimbra.pt/noticias/cidade-alerta-que-os-ctt-so-querem-tres-estacoes


Estações dos CTT a fechar em Coimbra vão ser substituídas por postos de correios -- autarca

Lusa 20:15  Segunda feira, 6 de maio de 2013

Coimbra, 06 mai (Lusa) -- O presidente da Câmara de Coimbra disse hoje ter a garantia dos CTT de que as duas estações de correios que a empresa projeta encerrar no concelho vão ser substituídas por quatro postos.

"O estudo que [os CTT] me enviaram refere o encerramento de duas estações e sua substituição por dois postos de correios, cada uma", afirmou aos jornalistas, à margem da reunião do executivo municipal, João Paulo Barbosa de Melo.

"Nunca ninguém [entre os responsáveis dos CTT] falou no fecho de mais estações de correios" no município, designadamente em Souselas, Cernache, São Martinho do Bispo e Pedrulha, sublinhou o autarca social-democrata.

in Expresso, 6/05/2013
Ler mais: http://expresso.sapo.pt/estacoes-dos-ctt-a-fechar-em-coimbra-vao-ser-substituidas-por-postos-de-correios-autarca=f805115#ixzz2SeGoV9BY

 


//  Portugal
Estações dos CTT a fechar em Coimbra vão ser substituídas por postos de correios

O presidente da Câmara de Coimbra disse hoje ter a garantia dos CTT de que as duas estações de correios que a empresa projeta encerrar no concelho vão ser substituídas por quatro postos.

“O estudo que [os CTT] me enviaram refere o encerramento de duas estações e sua substituição por dois postos de correios, cada uma”, afirmou aos jornalistas, à margem da reunião do executivo municipal, João Paulo Barbosa de Melo.

“Nunca ninguém [entre os responsáveis dos CTT] falou no fecho de mais estações de correios” no município, designadamente em Souselas, Cernache, São Martinho do Bispo e Pedrulha, sublinhou o autarca social-democrata.

A empresa equaciona o fecho das estações de correios em Cruz de Celas e no Rossio de Santa Clara, mas que serão substituídas por quatro postos, adiantou João Paulo Barbosa de Melo, que não se oporá a essa intenção, “desde que não haja despedimentos de trabalhadores” e que os postos de correios a criar se situem a “distâncias razoáveis” para os utentes, designadamente aqueles que recorrem aos CTT para “levantarem as suas pensões”.

É fundamental que “as pessoas tenham um serviço de correios acessível”, sustentou o presidente da Câmara de Coimbra, sublinhando que “tudo o que seja fora disso é absolutamente inadmissível”.

Na reunião de câmara de hoje, o vereador socialista Carlos Cidade alertou para a “ameaça de encerramento” de várias estações de correios em Coimbra, ficando, alegadamente, o concelho reduzido a três estações dos CTT (Vale das Flores, São José Fernão de Magalhães).

in i online, 2013/05/06
http://www.ionline.pt/artigos/portugal/estacoes-dos-ctt-fechar-coimbra-vao-ser-substituidas-postos-correios


MATASELLOS OLIMPICO DEPORTIVOS Nos informa José Cura
Recentemente a Secção Filatélica da Associação Acadêmica de Coimbra editou um livro sobre os
carimbos comemorativos de Coimbra - PORTUGAL
Sobre desporto estão relatados 5 carimbos, com temas como o Olimpismo, atletismo, lançamento do
disco, natação, ténis, etc.

in BEP Grupo Podium, abril 2013, pag 14
http://www.grupopodium.com.ar/images/boletines/2013/BEP.Nro.73.ABRIL.2013.pdf


imagens/imprensa/filatelia_lusitana_abr2013_pag20_mf_profmat.jpg

in Filatelia Lusitana, abril de 2013, pág. 20

filatelia lusitana

in Filatelia Lusitana, abril de 2013, várias pág.


CTT justificam encerramento de agências com quebras de serviço

Correios Estações do Rossio, Cernache e Celas fecham e, em substituição, abrem postos dos CTT.
Empresas garante que não haverá despedimentos

A administração dos CTT confirmou ontem o encerramento das agências do Rossio (Santa Clara), Cernache e Celas, com os serviços a serem transferidos para postos dos correios.
Fonte oficial dos CTT adiantou ao Diário de Coimbra que os processos ainda não estão encerrados, deixando a garantia de que os funcionários não serão despedidos, mas sim reintegrados em serviços da empresa.
A justificar a opção, os CTT alegam «sobredimensionamento do serviço», dando conta da quebra que cada uma das agências sofreu, entre 2007 e 2011: se o Rossio (Santa Clara) perdeu 17,1% de clientes, Celas chegou a uma percentagem de 25,8% e Cernache 22%.

in Diário de Coimbra, Sexta, Abril 12, 2013
http://www.diariocoimbra.pt/noticias/ctt-justificam-encerramento-de-agencias-com-quebras-de-servico


Greve de carteiros do código 3040 com mais de 90 por cento de adesão

Mais de 90% dos trabalhadores do centro de distribuição postal 3040, instalado em Taveiro , estiveram ontem em greve, em protesto contra a “sobrecarga de serviço” e a “transferência para Lisboa do tratamento de correio normal”.

A paralisação, à qual “aderiram 22 dos 24 trabalhadores” daquela estrutura, visa também protestar contra “a prepotência e arrogância da chefia” e a decisão da empresa não ter “pessoal para substituir” os trabalhadores durante o período de férias, disse à agência Lusa fonte sindical.

“Há uma grande sobrecarga de serviço” no centro de distribuição do código postal 3040 e a “chefia” tem tido um comportamento “prepotente e arrogante”, por “incumbência da administração” dos CTT, afirmou à agência Lusa, António Pereira, dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT).

Os trabalhadores também contestam a “transferência para Lisboa do tratamento do correio normal” que tem sido assegurado no centro de Taveiro – processo que deverá ser iniciado com “a mudança da primeira máquina já em meados deste mês” – e vai “prejudicar a população da região Centro”, sublinhou o dirigente sindical.

in As Beiras, 2013/04/02
http://www.asbeiras.pt/2013/04/greve-de-carteiros-do-codigo-3040-com-mais-de-90-por-cento-de-adesao/


Greve nos CTT de Taveiro contra excesso de serviço

Criticada falta de pessoal para substituir quem está de férias, medida que é associada a eventual transferência de serviços de Coimbra para Lisboa

Mais de 90% dos trabalhadores do centro de distribuição postal 3040, instalado em Taveiro, Coimbra, estiveram ontem em greve, em protesto contra a «sobrecarga de serviço» e a «transferência para Lisboa do tratamento de correio normal».
A paralisação de 22 dos 24 trabalhadores daquela estrutura serviu também de protesto contra «a prepotência e arrogância da chefia» e a decisão da empresa de não ter «pessoal para substituir» os trabalhadores durante o período de férias, disse à agência Lusa fonte sindical.

in Diário de Coimbra, Terça, Abril 2, 2013
http://www.diariocoimbra.pt/noticias/greve-nos-ctt-de-taveiro-contra-excesso-de-servico


Secção Filatélica da AAC festejou o seu aniversário

in Diário do Alentejo, 2013/03/08
http://issuu.com/diariodoalentejo/docs/da_1611


Secção de Filatelia da AAC
lança livro e divulga estudo

in Diário de Coimbra, 2013/03/02
ver recorte


Secção de Filatélica da AAC assinala 48. aniversário

in Diário de Coimbra, 2013/02/23
ver recorte


Secção Filatélica da AAC assinala 48 anos

in Diário As Beiras, 2013/02/23
ver recorte


Filatelia
Secção Filatélica da AAC
festejou o seu aniversário

in Diário do Alentejo, 2013/03/08
ver recorte


in Campeão das Províncias, 2013/02/28
http://issuu.com/campeaodasprovincias/docs/jornal663_28_02_2013
ver recorte completo


Neste sábado decorreram em Coimbra as comemorações do 48º aniversário da Secção Filatélica da Académica de Coimbra, que tiveram como ponto alto a cerimónia do aniversário, a apresentação da Cabula Filatélica nº.25 e o lançamento do Livro ‘Carimbos Comemorativos de Coimbra' da autoria de José Cura e António Bracons. Terminou com a palestra sobre ‘O correio ambulante na região de Coimbra entre 1930 e 1972' proferida por Acácio Luz.     

In Correio da Manhã, 24/02/2013

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/cultura/novos-selos-da-emissao-sabores-do-ar-e-do-fogo


AAC: Secção Filatélica assinala 48 anos

A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra (AAC) comemora, sábado (dia 23), o 48.º aniversário, com um programa que inclui o lançamento de uma revista e de um livro, assim como uma tertúlia e troca de selos.

As comemorações iniciam-se, da parte da manhã, com uma visita livre à Feira das Velharias, que se realiza na praça do Comércio, em Coimbra, com o almoço marcado para o restaurante "Cantinho dos Reis", no terreiro da Erva.

O restante programa de aniversário, que se cumprirá no mini-auditório Salgado Zenha (no piso 0 do edifício da AAC, na rua de padre António Vieira), terá o seguinte calendário: 15h30 - Cerimónia comemorativa do 48.º aniversário; 15h45 - Apresentação da Cábula Filatélica n.º 25; 16h00 - "O correio ambulante na região de Coimbra 1930-1972", palestra de Acácio Horta Luz; 16h15 - Apresentação do livro "Carimbos Comemorativos de Coimbra", de António Bracons e José Cura; 17h00 - Sessão de autógrafos com os autores do livro; 17h30 - Tertúlia e troca de selos.

in Campeão das Províncias, 2012/02/21
http://campeaoprovincias.com/pt/index.php?option=com_content&view=article&id=13676:aac-seccao-filatelica-assinala-48-anos&catid=32:outras-iniciativas&Itemid=160

ver printscreen


AAC: Secção de Filatelia comera 48 anos

A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra comemora o seu 48º aniversário, no próximo dia 23 de fevereiro, sábado, na rua Padre António Vieira, em Coimbra. A cerimónia incluirá o lançamento do livro: “Carimbos Comemorativos de Coimbra” e do n.º 25 da revista Cábula Filatélica.

Eis o programa das comemorações do 48º aniversário da SFAAC
- Praça Velha

Visita livre à Feira de Velharias

- Restaurante Cantinho do Reis (Terreiro da Erva)

12:30 - Almoço

- Mini-Auditório Salgado Zenha (piso 0 do edifício da AAC - Rua Padre António Vieira )

15:30 - Cerimónia comemorativa do 48º Aniversário da Secção Filatélica da AAC

15:45 - Apresentação da Cábula Filatélica nº 25

16:00 - "O correio ambulante na região de Coimbra 1930-1972" - palestra de Acácio Horta Luz

16:15 - Apresentação do livro: Carimbos Comemorativos de Coimbra, de António Bracons e José Cura

17:00 - Sessão de autógrafos com os autores

17:30 - Tertúlia e troca de selos

Publicado por O Sexo e a Cidade em Fev 19 2013 em Coimbra , Eventos .

http://osexoeacidade.com/?p=9743


 



Página Principal | Atividades | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 10/04/2014