Imprensa

Fomos notícia...

[2000] [2001] [2002] [2003] [ 2006] [2007] [2008] [2009] [ 2010 ]


imagens/imprensa/artigo_filatelia_lusitana_dez_2010_nuno_cardoso.jpg

in Filatelia Lusitana, Dezembro de 2010
órgão da FPF


Revista Debater a Europa intitulado
“25 anos de integração europeia  de  Portugal” 
Janeiro a Dezembro de 2010

Ver recensão sobre:
VALENTE, Isabel Maria Freitas; PITA, João Rui. À descoberta da Europa na Filatelia Portuguesa. Coimbra: CEIS20/SFAAC, 2010, pp.44, ISBN 978-989-96167-5-2.
por Joel Andrade


BOAS FESTAS FILATÉLICAS
ENTRETANTO CHEGARAM BOAS FESTAS DA SECÇÃO FILATÉLICA DA A.A.C. DEIXO AQUI AS MESMAS PARA TODOS, EM HOMENAGEM A ESSA ENTIDADE COM QUEM TIVE SEMRE BOAS RELAÇÕES. AGORA TENHO O PRAZER DE VER QUE, FAZ PARTE DOS ACOMPANHANTES DE FILATELIA / FRANQUIA : leilao_sfaac@sapo.pt

Um 2011 cheio de selos
São os votos da
Secção Filatélica da
Associação Académica de Coimbra

Agradeço e se me é permitido, endosso também a todos os amigos filatelistas que passem pelo blog FILATELIA / FRANQUIA.

in Blog Franquia, 2010/12/21
http://adiafalitaletia.blogspot.com/2010/12/boas-festas-filatelicas.html




Gala premiou esforço das secções culturais da AAC

in Diário de Coimbra, 2010/11/08


II Gala António Luís Gomes
Escrito por Diana Felício
Segunda, 08 Novembro 2010 01:13

No passado Sábado dia 6 de Novembro, decorreu a gala das secções culturais da Associação Académica de Coimbra, a II Gala António Luís Gomes.

O objectivo desta Gala é distinguir o trabalho de um ano decorrido das secções culturais da AAC. Os prémios atribuídos foram:

- Prémio Secção do ano: secção de Fotografia;
- Prémio Ligação à sociedade civil: RUC;
- Prémio Evento do ano: Festuna;
- Prémio dedicação: Nuno Cardoso [secção Filatélica]
- Prémio Conselho cultural: Luzio Vaz;
- Prémio Mecenas do ano: SASUC
- Prémio Formação: tvAAC.

Para esta gala, cada secção contribuiu com um pouco do seu trabalho, a tvAAC fez uma reportagem onde mostrava um pouco do trabalho de cada secção da casa.

in tvAAC, 2010/11/08
http://tv.aac.uc.pt/web2010/index.php/noticiasacademia/1349


Secção de Fotografia é Secção do Cultural do Ano

Terça, 09 de Novembro de 2010

Na atribuição de prémios da Gala António Luís Gomes, apenas foram sete as secções culturais a apresentar candidatura, entre as dezasseis que compõem a AAC. Por Filipa Magalhães

No passado sábado, 6, o Pavilhão de Portugal acolheu a segunda edição da Gala António Luís Gomes, nome do primeiro presidente da academia. A gala teve como propósito a divulgação do trabalho das dezasseis secções culturais da Associação Académica de Coimbra (AAC), bem como premiar as secções cujo trabalho e atividade do último ano mereciam distinção.

Com um orçamento reduzido – esta edição conseguiu poupar cerca de 21,500 euros, em relação ao ano anterior – o evento deixou de ser organizado por uma produtora, como refere o coordenador cultural da Comissão Executiva do Conselho Cultural da AAC, António Arnaut: “a gala foi feita por estudantes da Universidade de Coimbra e seccionistas da AAC”.

A coordenadora geral do Pelouro da Cultura, Diana Taveira, faz um balanço positivo da gala e, numa comparação com a primeira edição, afirma que “este ano não foi uma entrega de prémios, foi sim uma mostra de trabalho do que as secções fazem ao longo do ano” apesar de salientar que esperava um maior envolvimento por parte das secções culturais.

O galardão de Secção do Ano foi, pela segunda vez, entregue à Secção de Fotografia. João Costa, presidente da secção, afirma concordar plenamente com a atribuição do prémio e defende também a continuação da existência deste reconhecimento, visto ser “uma maneira de realçar o bom que há nas secções e uma maneira de ver o fruto do trabalho recompensado”. O prémio de Ligação à Sociedade Civil pertenceu à Rádio Universidade de Coimbra e o de Evento do Ano foi levado pelo Festuna, da Secção de Fado. Os prémios Dedicação e Formação foram cedidos a Nuno Cardoso, diretor da Secção Filatélica e à Televisão da Associação Académica de Coimbra, respetivamente.

Diana Taveira diz ter havido unanimidade na escolha dos vencedores, até porque várias secções não entregaram os relatórios de atividade necessários à candidatura aos prémios. Assim, apenas sete secções foram avaliadas. Já António Arnaut declara “não fazer sentido a existência de prémios numa gala cultural da AAC”, isto porque “são muitas as secções que mereciam ser premiadas”.

in A Cabra, 2010/11/09
http://acabra.net/artigos/seco-de-fotografia-seco-do-cultural-do-ano
ver recorte


Gala António Luís Gomes, em 6 de Novembro 2010

in site do CFP, 2010/10/28
http://www.cfportugal.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=441:gala-antonio-luis-gomes-em-6-de-novembro-2010&catid=1:website&Itemid=44
ver print screen


Coleccionismo

Gala em Coimbra motiva selo

A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra vai editar um selo personalizado para assinalar a Gala António Luís Gomes. O selo, que reproduz o cartaz da gala, que decorrerá em 6 de Novembro, no Pavilhão Centro Portugal, Coimbra, será vendido por um euro. Os interessados poderão solicitar a sua reserva para o e-mail filatelica@academica.pt .

Por:J.P.S.

in Correio da Manhã, 2010/10/24
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/cultura/gala-em-coimbra-motiva-selo
ver recorte e print screen


Exposição filatélica na EPA
até hoje

in Diário de Aveiro, 2010/10/01
ver recorte


Mostra de selos na EPA
Exposição filatélica "À descoberta da Europa na Filatelia Portuguesa" estará patente na EPA de 27 deste mês a 1 de Outubro

 

in Diário de Aveiro, 2010/09/24
ver recorte


Exposição filatélica
"À descoberta da Europa na Filatelia Portuguesa"

in Diário de Aveiro, 2010/09/22
ver recorte


Carimbo comemorativo 500 Anos de Fernão Mendes Pinto

Mostra Filatélica Escrita em Montemor-o-Velho (Portugal)

A Seção Filatélica da AAC - Associação Acadêmica de Coimbra em conjunto com a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e com a colaboração dos CTT - Correios de Portugal, organizaram uma Mostra Filatélica em homenagem ao escritor e aventureiro natural de Montemor-o-Velho, Fernão Mendes Pinto, numa comemoração aos 500 anos do seu nascimento.

A exposição aconteceu no dia 8 de julho, na Galeria Municipal de Montemor-o-Velho. No local funcionou um posto de correio temporário, no qual foi lançado carimbo comemorativo alusivo à data e onde foram entregues várias centenas de objetos postais, que foram obliterados com o respectivo carimbo comemorativo dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto.

Esta exposição esteve inserida nos eventos a decorrer em Montemor-o-Velho alusivos às comemorações dos 500 anos de Fernão Mendes Pinto durante todo o ano de 2010 e pretendeu sensibilizar o público em geral para o conhecimento de autores e outras facetas da Escrita através da Filatelia, com coleções sobre os autores Fernão Mendes Pinto, Florbela Espanca, Miguel Torca e José Saramago (temáticas), escritores de Coimbra (maximafilia) e sobre o canto IV dos Lusíadas de Camões. Participou também uma interessante coleção sobre a História da Escrita.

O presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Dr. Luís Leal, fez questão de obliterar a primeira peça com o carimbo comemorativo, que fez circular para o seu gabinete. O edil elogiou e agradeceu a iniciativa dos CTT ao lançarem o selo alusivo ao importante escritor montemorense, bem como à SFACC pela organização da mostra filatélica e organização do posto de correios. E aproveitou a ocasião para anunciar o lançamento de uma medalha comemorativa da efeméride em setembro, durante o feriado municipal local, bem como o lançamento de uma moeda comemorativa, por parte da Imprensa Nacional Casa da Moeda.

A Seção Filatélica da Associação Acadêmica de Coimbra (SFAAC) foi fundada em 23 de fevereiro de 1965 por um grupo de estudantes universitários. Integrado na seção está o Clube de Colecionadores de Carimbos Comemorativos (CCCC), constituído em 1977, reconhecido como o maior clube do gênero em Portugal.

Com os seus mais de mil e cem sócios a SFAAC é atualmente uma voz viva na filatelia portuguesa, com a vontade constante de divulgar e fomentar a filatelia junto da população em geral, evidenciando o lado cultural e pedagógico de tão interessante hobby.

Entre as atividades regulares da Seção está a publicação de uma revista, a "Cábula Filatélica", a realização de Mostras Filatélicas e todo o apoio que presta aos sócios e a outros amantes do colecionismo em geral.

(Agradeço ao José Cura pela matéria enviada, que adaptei para publicar aqui).

Clicando nas imagens acima, do selo ou do carimbo, vocês acessarão o blog da Seção Filatélica da Associação Acadêmica de Coimbra.

in Informativo Filatelia 77, 2010/07/24
http://www.filatelia77.com.br/informativo/24072010.htm


SFAAC - 45 anos
in Filatelia Lusitana, Setembro de 2010
ver recorte

Mostra Filatélica do Congresso República, Universidade e Academia
in Filatelia Lusitana, Setembro de 2010
ver recorte


in revista  Europa Novas Fronteiras : "Portugal - 25 Anos de Integração Europeia"
Roteiro Internet, pág. 267
Principa e CIEJD, 2010

ver recorte


montemor-o-velho - Foi ontem apresentado Fernão Mendes Pinto recordado em selo
Já é conhecido o selo comemorativo de Fernão Mendes Pinto. Está disponível por 32 cêntimos.

Foi apresentando ontem o selo comemorativo do quinto centenário do nascimento do escritor e navegante montemorense Fernão Mendes Pinto, coincidindo com o dia da sua morte, em 1583, em Almada.

Luís Leal, presidente da Câmara de Montemor, carimbou o primeiro exemplar no posto de correios instalado para a cerimónia na galeria municipal.

O selo, com uma taxa de circulação de 32 cêntimos, faz parte de uma série dos CTT de 230 mil exemplares, lançada em Abril, e dedicada aos vultos da cultura portuguesa. Foi ainda inaugurada uma exposição filatélica, patente ao público durante um dia, envolvendo os correios, a edilidade e a Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra.

“Este é um dia simbólico para a história portuguesa”, salientou o autarca, ao referir--se à “figura histórica muito simbólica para Montemor” que é Fernão Mendes Pinto. Mas as homenagens ao autor de “A Peregrinação” não ficam pela iniciativa filatélica e pelos quatros postais publicados pela autarquia montemorense. Teve início ontem, prolongando-se até domingo, às 21H00, a teatralização daquela obra, representada entre o Castelo e a Baixa da vila.

No Dia do Município, 8 de Setembro, a câmara lança uma medalha. Entretanto, anunciou Luís Leal, vai ser criada uma exposição itinerante, com roteiro nacional e internacional, resultando de uma parceria entre a autarquia e o Instituto Camões. Vai ser ainda apresentada uma moeda de dois euros alusiva a Fernão Mendes Pinto.

In As Beiras, 2010-07-09
http://www.asbeiras.pt/?area=coimbra&numero=84210&ed=09072010

ver recorte


Hoje na região

Montemor apresenta selo e postais sobre Fernão Mendes Pinto

in Diário de Coimbra, 2010/07/08
ver recorte


Postais e selo celebram Fernão Mendes Pinto

in Diário de Coimbra, 2010/07/07
ver recorte


Filatelia – Selo de Fernão Mendes Pinto na Galeria Municipal

No próximo dia 8 de Julho, a Galeria Municipal vai-se transformar num posto de correios. Às 10h00, é ainda apresentado o selo que assinala o 5º centenário do nascimento de Fernão Mendes Pinto e o lançamento de uma colecção de postais.

Quinta-feira é o dia dedicado ao viajante nascido em Montemor-o-Velho.

Das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h30, os amantes da filatelia e todos os presentes têm mais um motivo para visitar Montemor-o-Velho.

Assim, na Galeria Municipal vai ser apresentado o selo que assinala os 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto, e toda a correspondência apresentada no local vai ser expedida com o carimbo comemorativo.

Na ocasião, vai ser também apresentada uma colecção de quatro postais, produzida pela autarquia montemorense, e que apresentam, a título de exemplos, a moeda comemorativa e um excerto do 1º capítulo da Peregrinação.

A iniciativa fica completa com uma mostra filatélica subordinada ao tema “Escritores e Escrita”, apresentando colecções que abordam a história da escrita, Coimbra e as suas personagens de Coimbra, os escritores Miguel Torga e Florbela Espanca, o Canto IV dos Lusíadas e um quadro espacial dedicado a Fernão Mendes Pinto.

A iniciativa é organizada pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, com os apoios dos CTT – Correios de Portugal e da Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra.

Recorde-se que o selo comemorativo de Fernão Mendes Pinto entrou em circulação no dia 22 de Abril, integrando a colecção dos CTT “Vultos da História e da Cultura” e da qual fazem também parte Gomes Eanes de Azurara, Alexandre Herculano e Francisco Keil do Amaral.

Fonte : Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho (06-07-2010)

in site CM Montemor-o-Velho, 2010/07/06
http://www.cm-montemorvelho.pt/aconteceu_2010/106072010.htm


imagens/imprensa/revista_cfp_201006_europa.jpg

in Revista CFP, Junho de 2010
Notícias Breves


Portugal comemora 25 anos na União Europeia

Foi a 12 de Junho de 1985 que Portugal se tornou no 12º país a assinar o Tratado de adesão às Comunidades Europeias, seguindo as passadas de Espanha, que o fizera poucas horas antes.

Durante anos falámos da Europa dos 12, neste momento fazem parte da União Europeia 27 países.

O Centro Jacques Delors vai assinalar este marco tão importante na história da integração europeia de Portugal, através de várias iniciativas e eventos, a decorrer ao longo do mês de Junho e nos meses que se seguem, convidando-o a neles participar.

Hoje, dia 1 de Junho, o centro vai transformar-se num posto de correio onde será lançado um Inteiro Postal e um Carimbo comemorativo dos 25 anos da integração europeia de Portugal.

A União Europeia(UE), anteriormente designada por Comunidade Económica Europeia (CEE) e Comunidade Europeia (CE), é uma união supranacional económica e política de 27 Estados-membros, estabelecida após a assinatura do Tratado de Maastricht, em 7 de Fevereiro de 1992, pelos doze primeiros países da antiga CEE, uma das três Comunidades Europeias.

A União Europeia é uma formação de um novo tipo de união entre Estados pertencentes à Europa. Enquanto instituição, passou a dispor de personalidade jurídica após o início da vigência do Tratado de Lisboa. Possui competências próprias, tais como a Política Agrícola Comum, as pescas, entre outros. Estas competências são partilhadas com todos os Estados-membros da União Europeia. Trata-se de uma organização que combina o nível supranacional e o nível institucional num campo geográfico restrito com o papel político próprio sobre os seus Estados-membros.

O Tratado de Paris, assinado em 1951, estabelecendo a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, e os Tratados de Roma, assinados em 1957, instituindo a Comunidade Económica Europeia e a Comunidade Europeia da Energia Atómica ou Euratom, foram assinados por seis membros fundadores: Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos. Depois disto, a UE levou a cabo seis alargamentos sucessivos: em 1973, Dinamarca, Irlanda e Reino Unido; em 1981, Grécia; em 1986, Portugal e Espanha; em 1995, Áustria, Finlândia e Suécia; a 1 de Maio de 2004, República Checa, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta e Polónia; a 1 de Janeiro de 2007, Bulgária e Roménia.

in Universia, 2010/06/01
http://www.universia.pt/servicos_net/informacao/noticia.jsp?noticia=60188


Cerimónia de lançamento do Inteiro Postal e do Carimbo comemorativo dos 25 anos de integração europeia de Portugal
1 de Junho de 2010 | 17h00 CIEJD, Palacete do Relógio

in site CEIS20, 2010/06/01
http://www.ceis20.uc.pt/ceis20/site/index.php?target=showContent&id=381&id_lingua=1


[Histport] Cerimónio no CIEJD, 1 de Junho, 25 Anos da Assinatura do Tratado de Adesão de Portugal às Comunidades Europeias

To : histport@ml.ci.uc.pt
Subject :
   [Histport] Cerimónio no CIEJD, 1 de Junho, 25 Anos da Assinatura do Tratado de Adesão de Portugal às Comunidades Europeias
Date :    Fri, 28 May 2010 10:43:54 +0100

in Lista histport , 2010/05/28
http://ml.ci.uc.pt/mhonarchive/histport/msg01831.html

Cerimónia de lançamento de IP 25 Anos de Integração Europeia

in CFP, 2010/05/30
http://www.cfportugal.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=374:cerimonia-de-lancamento-de-ip-25-anos-de-integracao-europeia&catid=1:website&Itemid=44


À descoberta da Europa na Filatelia Portuguesa 

Exposição Filatélica

De 17 de Maio a 14 de Junho de 2010, 10h - 18h (segunda a sábado), Palacete do Relógio, Cais do Sodré ( CIEJD)

Ao romper do século XX descobre-se o valor publicitário do selo. Assim, motivos turísticos, comerciais, culturais, pedagógicos, patriotas e políticos assumem particular destaque na emissão dos selos. Estes tornam-se autênticos embaixadores de um país e de um povo e contribuem, ainda, para a «democratização da arte».

Este contexto, permitirá o nascimento das colecções de selos temáticas que valorizam o valor cultural e didáctico do selo. Basta estarmos atentos às diferentes mostras filatélicas, às exposições de competição, às diferentes vertentes da literatura, etc., para nos apercebermos de que as temáticas são áreas de enorme interesse e que os selos e outras afinidades filatélicas constituem elementos iconográficos riquíssimos que podem ter aproveitamento para alem da filatelia.

Ora, foi uma dessas muitas colecções temáticas que nos propusemos descobrir – A Europa na filatelia portuguesa – e que está patente no átrio do CIEJD , entre os dias 17 de Maio e 14 de Junho de 2010, podendo ser visitada de segunda a sábado, entre as 10 e as 18 horas.

Dessa exposição resultou a publicação do álbum « À descoberta da Europa na Filatelia Portuguesa » da autoria de Isabel Maria Freitas Valente e João Rui Pita. Estas actividades inserem-se no âmbito das comemorações dos 25 Anos da Assinatura do Tratado de Adesão de Portugal às Comunidades Europeias e são fruto de uma parceria entre o CIEJD , o Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra – CEIS20 e a Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra e que contou ainda com o apoio dos CTT - Correios de Portugal.

in site CIEJD, 2010-05-27
http://www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe?p_cot_id=5991


Portugal e a Europa – Uma história contada através dos selos

Exposição de Cartazes

6 de Maio a 12 de Junho de 2010, 10h - 18h (segunda a sábado), CIEJD

O Centro de Informação Europeia Jacques Delors acolhe nas suas instalações a exposição «Portugal e a Europa – Uma história contada através dos selos», uma mostra de cartazes sobre selos portugueses que pretende sensibilizar o público jovem para o processo de integração de Portugal na UE .

A mostra de cartazes conta a história da integração europeia através dos selos, destacando os momentos mais marcantes da integração Portuguesa, desde a adesão à CEE até aos nossos dias.

A exposição irá estar patente no átrio do CIEJD , de 6 de Maio a 12 de Junho de 2010, podendo ser visitada de segunda a sábado, entre as 10 e as 18 horas.

Esta é uma exposição organizada pela Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra, pelo Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra - CEIS20 e conta com o apoio dos CTT - Correios de Portugal e do Centro de Informação Europeia Jacques Delors.

in site CIEJD, 2010-05-27
http://www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe?p_cot_id=5890&p_est_id=12365


Encontrar a História na produção de selos

in Diário de Coimbra, 2010/05/26
ver recorte


História e Filatelia em debate

In As Beiras, 2010/05/25
ver recorte


I Jornadas de História e Filatelia [2010-05-26]

O Centro de Investigação Cientifíca em História e a Secção de Filatelia da Associação Académica de Coimbra organizaram, em conjunto, as Primeiras Jornadas de História e Filatelia.

Este projecto pioneiro em Portugal teve início por volta das nove e meia da manhã de hoje e prolongou-se durante todo o dia em diversos painéis e debates.

Ao final da tarde, uma mesa-redonda sobre “Filatelia e Cultura em Coimbra” encerrou o evento, que contou com a participação de professores de várias Faculdades da Universidade de Coimbra, assim como de membros da Secção de Filatelia.

O selo é uma base de estudo e investigação para as mais variadas áreas, desde a história até à própria arte. É essa a justificação para um projecto como as Jornadas de hoje, que superaram as expectativas de uma primeira experiência.

in RUC, 2010/05/26
http://www.ruc.pt/noticia.php?id=4832

ver print screen

ouvir som da reportagem no noticário das 18:00 do dia 26


A História contada através de selos

A primeira edição das Jornadas de História e Filatelia começa amanhã, 26. A iniciativa que pretende associar a história e a filatelia tem lugar na Sala de Conferências do CEIS20

Articular a filatelia com a história é o objectivo da primeira edição das Jornadas de História e Filatelia. A iniciativa, promovida pela Secção de Filatelia da Associação Académica de Coimbra em parceria com o Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20), decorre amanhã, 26, a partir das 09h30, na Sala de Conferências do CEIS20.

A representação da Paz, a NATO, a independência do Brasil, Darwin e o Estado Novo são alguns dos muitos temas discutidos numa conferência, na qual a filatelia, com destaque para os selos postais, assume um papel preponderante.

O selos vão servir de ponto de partida para as intervenções. Cada comunicante fará a sua intervenção a propósito dos elementos iconográficos representados num determinado selo.

Luís Reis Torgal e Maria Manuela Tavares Ribeiro são alguns dos nomes que vão marcar presença numa iniciativa que culmina, às 17h45, com a comunicação, "Da força da palavra ao poder da imagem", do docente da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC), Alexandre Dias Pereira.

 

in A Cabra, 2010/05/25
http://www.acabra.net/artigos/a-histria-contada-atravs-de-selos

ver print screen

e na Agenda de Cultura:


I Jornadas de História e Filatelia realizam-se no dia 26 de Maio, no CEIS20

Publication date: 25-05-2010 14:47


Para mais informações: http://sfaac-filatelia.blogspot.com/2010/05/convite-para-i-jornadas-de-historia-e.html

in Tome Nota UC, 2010/05/25
http://www.uc.pt/tomenota/2010/20100525_3


I Jornadas de História e Filatelia

in Agenda Académica.pt, 2010/05/25
http://www.academica.pt/Agenda.aspx?tabId=1875&ItemId=1867


I Jornadas de História e Filatelia

Publication date: 31-03-2010 16:08

Start: 01-04-2010 09:00
End: 26-05-2010 18:00

26 de Maio | 10h-18h | Qua. | CEIS20

Org.: CEIS20 e Secção Filatélica da AAC.

in Agenda UC

http://www.uc.pt/agenda/2010/05/28

https://senado.uc.pt/agenda/2010/05/28

http://www.dei.uc.pt/agenda/2010/05/28/

http://www.deec.uc.pt/agenda/2010/05/28


Portugal e a Europa – Uma história contada através dos selos

Exposição de Cartazes
6 de Maio a 12 de Junho de 2010, 10h - 18h (segunda a sábado), CIEJD

O Centro de Informação Europeia Jacques Delors acolhe nas suas instalações a exposição «Portugal e a Europa – Uma história contada através dos selos», uma mostra de cartazes sobre selos portugueses que pretende sensibilizar o público jovem para o processo de integração de Portugal na UE.

A mostra de cartazes conta a história da integração europeia através dos selos, destacando os momentos mais marcantes da integração Portuguesa, desde a adesão à CEE até aos nossos dias. A exposição irá estar patente no átrio do CIEJD, de 6 de Maio a 12 de Junho de 2010, podendo ser visitada de segunda a sábado, entre as 10 e as 18 horas.

Esta é uma exposição organizada pela Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra, pelo Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra (CEIS20) e conta com o apoio dos CTT - Correios de Portugal e do Centro de Informação Europeia Jacques Delors.

in Eurocid, 2010-05-06  
http://www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe?p_cot_id=5890#
ver print screen


in Boletim CFP, Maio de 2010


Secções Culturais da AAC

Secção Filatélica da AAC

in Diário de Coimbra, 2010/04/07
ver recorte


Taveiro irregularidades financeiras ditam resolução do contrato

CTT de portas fechadas pelo menos até 14 de Maio

Desde ontem que quem se dirije ao posto de atendimento dos CTT de Taveiro baterá com “o nariz na porta”. Tudo porque os Correios decidiram quebrar o vínculo contratual de exploração de serviço que tinham com um ex-funcionário. Segundo o Gabinete de Imprensa desta empresa pública, “foram detectadas irregularidades financeiras”, o que levou a que tenham solicitado a resolução do contrato.
A “posse” do espaço sucedeu ontem de manhã, o que apanhou de surpresa muitos dos utentes. Principalmente, os proprietários de apartados que, como fazem diariamente, se preparavam para levantar a correspondência da empresa/pessoa singular. Para que os transtornos não fossem grandes, CTT e ex-concessionário acertaram ao final da manhã de ontem que a entrega das cartas e do visado de cada um dos clientes seria feita ontem, durante a tarde, ou durante o dia de hoje com as restantes cartas e encomendas. Situação que se manterá até ao próximo dia 14 de Maio, já que o ex-concessionário invocou uma cláusula que estipula um prazo de 15 dias para a devolução do espaço para a empresa pública.
“Lamentamos todos os incómodos que estejam a suceder naquele posto, mas garantimos que até à sua reabertura, a distribuição de correio será acautelada”, disse fonte do Gabinete de Imprensa. Aliás, aconselham os utilizadores do posto de Taveiro para que, caso pretendam tratar de algum assunto urgente neste período, se dirijam à estação de S. Martinho do Bispo.

“Retaliação”, diz ex-concessionário

Segundo Francisco Baptista, esta posição dos CTT mais não é do que uma retaliação dos responsáveis. O ex-concessionário refere que o braço-de-ferro com a administração data de Maio de 2005, altura em que foi informado da diminuição das comissões. Em consequência deste ofício, “decidi interpor um processo judicial. A partir daí, não têm deixado de me perseguir”.
A questão agudizou-se quando, no passado dia 25 de Fevereiro, o tribunal emitiu uma sentença “que me foi favorável”, o que motivou agora esta tomada de posição por parte dos CTT.
Francisco Baptista recordou ainda que a carta de rescisão do contrato lhe chegou às mãos apenas no dia 29 de Abril, esperando que os CTT cumprissem a cláusula que dá 15 dias ao concessionário para deixar a estação. “O que não estão a deixar fazer, já que tomaram posse do espaço e não me deixam retirar os meus bens pessoais e da empresa”, disse. Ontem, os advogados das duas partes não chegaram a um entendimento, tendo o ex-concessionário garantido que irá seguir a via judicial.

In As Beiras, 2010/05/04
http://www.asbeiras.pt/?area=coimbra&numero=82617&ed=04052010


Irregularidades financeiras

Estação dos CTT em Taveiro fechada desde sexta-feira

A estação dos CTT em Taveiro está encerrada desde sexta-feira  e assim deverá ficar pelo menos durante duas semanas. Uma situação gerada na sequência de um diferendo entre a empresa que explora o espaço desde 2004 e os CTT.
Segundo o antigo funcionários dos CTT Francisco Baptista, agora gerente da Postália, os problemas começaram quando os CTT, em 2006, resolveram baixar os valores das comissões para quem geria estas estações. A sua empresa avançou com uma providência cautelar e tem andado desde então a tentar fazer valer os seus argumentos em tribunal. Francisco Baptista entende que uma recente decisão judicial, alegadamente favorável à sua empresa, terá motivado uma reacção célere dos CTT que na semana passada rescindiram, unilateralmente, o contrato. Diz Baptista que o mesmo contrato prevê um prazo de 15 dias, em caso de rescisão unilateral, para abandonar as instalações mas acusa os CTT de logo na sexta--feira tentarem «ocupar o espaço» naquilo que entende ser uma «perseguição».
Já os CTT contrapõem com uma versão completamente diferente. Fernando Marante, porta-voz dos CTT, garantiu ao Diário de Coimbra que «uma inspecção detectou irregularidades financeiras», uma situação que classificou de «gravíssima» e que levou à rescisão imediata do contrato. Sem poder acrescentar mais pormenores, Marante garante que estão a ser desenvolvidos todos os esforços para a reabertura deste espaço bem como de outro no Bairro Novo, na Figueira da Foz, também explorado pela Postália, e que também se encontra encerrado.
Em termos de distribuição de correspondência, esta situação não deve reflectir-se mas o mesmo não sucede no que diz respeito ao acesso aos apartados.

in Diário de Coimbra, 2010/05/04
http://www.diariocoimbra.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=7237&Itemid=135


45 anos ao serviço da cultura e da filatelia

Secção Filatélica da AAC  

All science is either physics or stamp collecting

Ernest Rutherford (1871-1937)

A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra (SFAAC) é uma das secções culturais mais antigas da AAC. Fundada a 23 de Fevereiro de 1965, por um grupo de estudantes universitários filatelistas, isto é, coleccionadores de selos e todas as suas afinidades – provas, carimbos, flâmulas, postais máximos, franquias mecânicas, entre outros –, teve como primeiros directores Luís Francisco Augusto, Paulo Proença e Américo Borges. Inicialmente, a SFAAC acolheu também, o filumenismo [tipo de coleccionismo que concentra a sua atenção sobre os fósforos e os seus diversos tipos de embalagem, desde as caixas às carteiras].
Em 1965, a SFAAC organizou a 1ª Exposição Filatélica e Numismática da Queima das Fitas e, em 1967, publicou o nº 1 do Boletim Filatélico. Neste ano teve lugar a EFFEU – Exposição Filatélica e Filumenística de Estudantes Universitários. O entusiasmo em torno do associativismo filatélico, por parte de estudantes e da própria cidade era grande. Por isso, não é de admirar que, em 1969, tenha organizado a VII Exposição Filatélica Nacional — Æmipex 69, exposição de grande dimensão. A imprensa especializada e periódica em geral deu enorme destaque ao evento que serviu, também, para consolidar a secção recém criada.
Entre 1965 e os dias de hoje, a SFAAC tem organizado diversas Exposições, Mostras e Salões Filatélicos, isoladamente ou em colaboração com diversas instituições filatélicas, científicas, culturais e universitárias. Ao todo, perto de seis dezenas, o que demonstra uma significativa actividade em prol da filatelia, da cultura e da AAC, situação que pode ser comprovada pelos dados disponíveis em http://filatelica.aac.uc.pt. Os carimbos comemorativos emitidos pelos CTT, sob proposta da SFAAC têm levado o nome da cidade, da secção, da Academia e da Universidade a vários cantos do mundo.
Outra criação importante e original no panorama filatélico português foi a criação, em 1977, do Clube de Coleccionadores de Carimbos Comemorativos. Este clube funciona como um departamento dentro da Secção Filatélica e é o único na especialidade em Portugal, possuindo um enorme stock de carimbos comemorativos, inventariados, a que recorrem grande número de filatelistas. A SFAAC publicou alguns catálogos de carimbos comemorativos – 1977/1981, 1982/1998, 1999/2004 –, premiados em exposições filatélicas nacionais e internacionais.
Outro marco importante na vida deste organismo foi a criação, em 1982, da revista Cábula Filatélica, periódico que ainda hoje continua a ser publicado. Trata-se de uma revista divulgativa da filatelia e das actividades da secção, mas onde se publicam, igualmente, artigos originais sobre teoria e prática da filatelia, pela mão de alguns dos mais considerados filatelistas portugueses e estrangeiros, tendo já conquistado alguns prémios em exposições nacionais e internacionais.
Nos últimos anos, tem sido notória a articulação de trabalhos entre a SFAAC e instituições de investigação científica e de divulgação não-filatélicas. Assim, tem apostado na edição de obras literárias que, de uma forma ou outra, possam contribuir para um melhor entendimento e conhecimento da filatelia em geral. A edição do livro A ideia de Europa nos selos portugueses ou As Cores da Matemática segundo Almada Negreiros, Arte e Política na Universidade de Coimbra são exemplos de uma forte aposta na divulgação de novos conteúdos e novas abordagens na área da literatura filatélica. Outro exemplo, em fase de projecto, são as I Jornadas de História e Filatelia, em colabo-ração com o Centro de Estudos Interdisciplinares do Séc. XX da Universidade de Coimbra (CEIS20).
Actualmente, a SFAAC conta com mais de 1100 sócios de ficheiro, embora o número dos mais activos esteja perto dos 300. Contam-se entre os associados elementos de Portugal e do estrangeiro, estudantes do ensino secundário e universitário e antigos estudantes. Muitos deles participam regularmente em exposições de competição altamente prestigiadas, nacionais e internacionais, representando a SFAAC.
Os êxitos têm sido muitos e as conquistas de medalhas, do ouro ao bronze, têm sido significativas.
A SFAAC acolhe, igualmente, a vertente de lazer, a filatelia sem ser de competição, que é praticada pela maioria esmagadora dos seus sócios. A aquisição e permuta bibliográfica que realiza proporciona-lhes a existência de uma biblioteca especializada, portuguesa e estrangeira. As sessões de trocas inter-sócios e as tertúlias semanais são actividades a sublinhar, dada a sua relevância para a aprendizagem dos mais novos com os mais experientes. A abordagem de outras vertentes do coleccionismo é, também, procurada por muitos sócios. O coleccionismo filatélico e a cultura filatélica são estimulados, sendo de frisar o interessante trabalho que nos últimos anos tem sido feito pelos dirigentes da SFAAC com as crianças das escolas. A secção tem apostado em sinergias na organização dos seus eventos, mostrando assim que está aberta à sociedade, ganhando com isso visibilidade, alcançando novos públicos, divulgando a filatelia e formando novos filatelistas. É fácil de compreender que todos aqueles que se envolvem neste passatempo, o encaram como se de uma paixão se tratasse. E só assim é possível que cada um entenda e dê valor ao verdadeiro significado da filatelia.
Mas, a filatelia não se resume a isto, já que uma das principais vantagens de coleccionar selos é o contacto e intercâmbio entre filatelistas e as consequentes amizades e valores de solidariedade que daí advêm.
A SFAAC encontra-se inscrita na Federação Portuguesa de Filatelia, sendo, por isso, um clube filatélico federado com obrigações, deveres e direitos para com a Federação, tendo assento nos seus órgãos sociais.
Com funcionamento de expediente semanal regular e com um site já premiado, a SFAAC conquistou na vida cultural da AAC e da cidade de Coimbra um lugar de prestígio irreversível.

Os actuais dirigentes estão convictos de que é honrosa a tarefa de continuar a levar bem longe, no país e além fronteiras, o nome da cultura portuguesa, da filatelia portuguesa e da filatelia conimbricense.
A Secção Filatélica está aberta a todos os interessados, podendo ser visitada no seu espaço do 2º piso do Edifício sede da AAC ou em http://filatelica.aac.uc.pt.

A Direcção da Secção Filatélica da AAC

in Rua Larga nº28,Abril de 2010
http://www.uc.pt/rualarga/28/28_07

ver recorte


Selo de Fernão Mendes Pinto entra em circulação

 

Um selo em homenagem a Fernão Mendes Pinto, viajante nascido em Montemor-o-Velho e cidadão do mundo, entra esta quinta-feira, dia 22, em circulação.

Fernão Mendes Pinto volta assim a peregrinar, na sequência de um desafio da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho aos CTT.

Esta é mais uma iniciativa que se destina a assinalar o quinto centenário do nascimento do viajante e está integrada no plano de emissões filatélicas “Vultos da História e da Cultura”.

No dia 8 de Julho, na Galeria Municipal e no âmbito da exposição filatélica “A Escrita” - organizada pela Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra e pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, e com o apoio dos CTT – Correios de Portugal – o selo é apresentado em Montemor-o-Velho e é lançado o carimbo comemorativo e que vai ser aposto em toda a correspondência apresentada no local.

A par de Fernão Mendes Pinto; Gomes Eanes de Azurara, Alexandre Herculano e Francisco Keil do Amaral são outras personalidades portuguesas que integram a iniciativa “Vultos da História e da Cultura” e que também entram em circulação no dia 22 de Abril.

A ilustração do selo “Fernão Mendes Pinto – 500 anos do nascimento” ficou a cargo de Luís Filipe de Abreu.

in Campeão das Províncias, 21 Abril 2010
http://campeaoprovincias.com/pt/index.php?option=com_content&view=article&id=7818:selo-de-fernao-mendes-pinto-entra-em-circulacao&catid=14:actualidade&Itemid=130
ver página inicial e página com artigo


Selo de Fernão Mendes Pinto entra em circulação

in Diário de Coimbra, 2010/04/22
ver recorte


Selo de Fernão Mendes Pinto entra em circulação

O viajante nascido em Montemor-o-Velho e cidadão do mundo, Fernão Mendes Pinto vai voltar a peregrinar. Assim, no dia 22 de Abril e na sequência de um desafio da Câmara Municipal aos CTT, entra em circulação um selo em sua homenagem.

Esta é mais uma iniciativa que se destina a assinalar o 5º centenário do nascimento de Fernão Mendes Pinto e está integrada no plano de emissões filatélicas “Vultos da História e da Cultura”.

No dia 8 de Julho, na Galeria Municipal e no âmbito da exposição filatélica “A Escrita” – organizada pela Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra e pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, e com o apoio dos CTT – Correios de Portugal – o selo é apresentado em Montemor-o-Velho e é lançado o carimbo comemorativo e que vai ser aposto em toda a correspondência apresentada no local.

Recorde-se que a par de Fernão Mendes Pinto; Gomes Eanes de Azurara, Alexandre Herculano e Francisco Keil do Amaral são outras personalidades portuguesas que integram a iniciativa “Vultos da História e da Cultura” e que também entram em circulação no dia 22 de Abril.

A ilustração do selo “Fernão Mendes Pinto – 500 anos do nascimento” ficou a cargo de Luís Filipe de Abreu.

Fonte : Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho (21-04-2010)

in site CM Montemor-oVelho, 21/4/2010
http://www.cm-montemorvelho.pt/aconteceu_2010/221042010.htm


Comemorações dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto 2009-2011


AAC festeja 45 anos de vida

A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra (SFAAC) está a assinalar com um vasto número de actividades a passagem dos seus primeiros 45 anos de vida.
Assim, no sábado passado, inaugurou uma exposição com vertente filatélica, fotográfica e pintura a óleo, sendo esta última dedicada ao tema Coimbra e da autoria da artista convidada Maria Albertina Arnaut.
No mesmo dia, a SFAAC realizou o seu 2.º leilão filatélico, no qual apresentou 269 lotes de todas as classes filatélicas. Deste conjunto há que destacar, para além das pinturas a óleo, dois interessantes e originais lotes: um de "Coisas de Coimbra" e o outro de "Cartas Quota 2009".
Nas "Coisas de Coimbra" podiam ver-se os mais diversos artigos de coleccionismo relacionados com a cidade.
As "Cartas Quota de 2009" não são mais do que sobrescritos que a SFAAC recebeu o ano passado, após ter feito um desafio aos seus associados.
Neste desafio, o clube estudantil propunha que a quota anual da cada um, no valor de 6€, fosse paga não em dinheiro mas sim através do envio, por parte do associado, de uma simples carta registada, que como se sabe, fica em cerca de 30% daquele valor.
Curiosamente, não foram muitos os associados que quiseram poupar cerca de 4€ na sua quota, pois do catálogo do leilão constam apenas 18 cartas, que vão à praça pelo preço unitário de 2€.
Inicialmente, previa-se que estes sobrescritos fossem sujeitos a um concurso para eleger o melhor. Porém, como todos eles são peças soberbas, a direcção do clube decidiu incluí-los no leilão. Será o "Mais Belo" o sobrescrito que for vendido pelo valor mais elevado.
Do conjunto que foi à praça destacamos o lote 201. Constava de uma colecção completa de selos de Portugal desde 1853 até 2004, com um valor superior a 55.000€. Foi à praça por 9.000€.
Destaque-se também, pela sua raridade, o lote 24: trata-se do selo de 100 réis, lilás, não denteado, D. Luís (1862/1864), com margens regulares (n.º 18, catálogo Afinsa).
Do conjunto de actividades, destaque-se também a tertúlia entre os associados, onde foi focada a história da SFAAC e o futuro da filatelia, passatempo que, como facilmente se deduz, parece estar cada vez mais ameaçado, pois os meios informáticos hoje ao dispor de praticamente toda a população mundial parecem ter acabado de vez com o envio da correspondência através dos correios, levando deste modo à escassez de selos usados e de peças filatélicas devidamente circuladas, isto é, que ostentem pelo menos duas "marcas postais", uma da estação expedidora, a outra da estação receptora.
Registe-se, para os menos informados nesta matéria, que desde os anos 50 do século passado, somente nas cartas Registadas, de Posta Restante, Devolvido ao Remetente, Porteadas e de Valor Declarado (estas hoje já pouco usuais), é que aposto o carimbo da estação de destino.
Este clube dos estudantes (mas aberto a todos os filatelistas) tem uma secção especializada no apoio aos coleccionadores de Carimbos Comemorativos, já editou várias obras. É dele o único catálogo actualizado de Carimbos Comemorativos de Portugal. Esta obra consta de três volumes: o primeiro inclui os carimbos entre 1977 e 1981; o segundo os carimbos entre 1982 e 1998; e o terceiro os carimbos entre 1999 e 2004, pelo que se prevê para um horizonte temporal não muito afastado a quarta edição deste catálogo.
Sobre esta interessante temática, também editou o "Boletim Filatélico de Marcofilia" entre 1977 e 1982, tendo sido publicados 21 números.
Actualmente, a SFAAC edita a "Cábula Filatélica", revista cujo primeiro número foi publicado em 1981. Tal como o foi o "Boletim Filatélico de Marcofilia", também a "Cábula Filatélica" é distribuída gratuitamente aos seus associados.
Para este ano, os estudantes ainda têm prevista a edição do livro Carimbos Comemorativos de Coimbra, a realização de uma Mostra Filatélica dedicada ao Centenário da República e a participação nas comemorações dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto.
O seu sítio informático pode ser visitado em http//filatelica.aac.uc.pt/.
Nota: Os selos que ilustram página foram retirados do catálogo do leilão da SFAAC.

autor Geada de Sousa
26/02/2010 - 10h59

http://da.ambaal.pt/alentejoilustrado/?link=noticia&id=1878

ver recorte
in Diário do Ajentejo, 2010/02/26


Centro de Informação Europe Direct de Aveiro comemora 1º aniversário

in Diário de Aveiro, 2010/03/09, ver recorte


Um "veículo de cultura" chamado selo

in A Cabra, 2010/02/23, ver recorte


Filatelia da AAC comemora 45 anos

A Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra (AAC) tem no sábado (dia 20) um dia de festa, com sócios e amigos, para comemorar os 45 anos de actividade.
Pelas 11h00 será inaugurada, no edifício da AAC, uma exposição com vertente filatélica, fotográfica e pintura, com obras dedicadas ao tema Coimbra e da autoria da artista Maria Albertina Arnaut.
Após um almoço de sócios decorrerá o 2.º leilão filatélico, um lanche, onde não falará o bolo de aniversário, e, por fim, uma tertúlia sobre a história da Secção e o futuro da filatelia.
A Secção Filatélica iniciou as comemorações do aniversário com a edição do n.º 22 da sua revista “Cábula Filatélica”, com vários artigos que abordavam as actividades filatélicas de Coimbra, a história postal, bem como diversos textos temáticos.
Para este ano está ainda previsto um conjunto variado de actividades, sendo de realçar o lançamento de um livro dedicado aos carimbos comemorativos de Coimbra, uma mostra filatélica sobre o centenário da República e a participação nas comemorações dos 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto.

in Campeão das Províncias,19 Fevereiro 2010
http://campeaoprovincias.com/pt/index.php?option=com_content&view=article&id=7609:filatelia-da-aac-comemora-45-anos&catid=17:sociedade&Itemid=134
ver print scren


FRANQUIA IMPRENSA FILATÉLICA

Chegou agora mais um número de CÁBULA FILATÉLICA da Secção Filatélica da Associação Filatélica da Associação Académica de Coimbra. É o número 22 de Janeiro de 2010, que comemora os 45 anos da agremiação, de muito interesse para a filatelia portuguesa, como tem sido provado com inúmeras realizações e pelos grandes filatelistas que ali desenvolveram o interesse pelo hoby
Sem outras considerações, com a devida vénia, reproduzo o seguinte artigo, que vem provar o que aqui tenho referido sobre o assunto:
SELOS PERSONALIZADOS METRO MONDEGO
"A empresa Metro Mondego emitiu uma carteira de selos personalizados, com 8 imagens dos vários componentes e história da futura linha do Metro da cidade de Coimbra. Esta carteira, denominada pelos CTT “Carteira – empresa”, segundo o filatelista Carlos Silvério, foi a primeira conhecida, nesta modalidade, onde os clientes empresariais podem escolher o número de selos e onde os selos são individualizados contrariamente à forma clássica onde os mesmos se apresentam em folhas completas apenas com uma imagem. A carteira do Metro do Mondego inclui 8 selos numa folha do tipo classificador, junto com uma folha ilustrada com dados institucionais. A SFAAC agradece à direcção da empresa da oferta de uma carteira para a sua colecção e informamos que neste momento a empresa está a vender as carteiras na sua representa na Baixa de Coimbra."
Posto o artigo pergunta-se: esta iniciativa, além de inovadora, a reflectir o alvorecer dos novos tempos da filatelia, não poderá ser a denúncia do imobilismo que se nota na entidade emissora de selos, afinal a principal interessada na inovação de acordo com os novos tempos? O senhor Carlos Silvério é filatelista de prestígio? É necessário? Não basta ser filatelista? Podemos tomar como exemplo, para PORTUGAL 2010, faltam oito meses: que medidas já foram tomadas para que as associações filatélicas, o próprio jornalismo, participem? A magnificente Exposição Mundial de Lisboa, não deveria servir de para aglutinar toda a filatelia de Portugal? É conveniente que seja apenas para estrangeiro ver? Isso cá interessará a quem?
Outro exemplo: Há cerca de dois anos, em nome de FRANQUIA – Filatelia, do meu blog mitalaia, solicitei via telefone, a informação sobre a mesma sempre actualizada, até hoje o pedido estiolou, a quem interessa a situação?

in Mitalaia - blog de Daniel Costa, 11/02/2010
http://sol.sapo.pt/blogs/mitalaia/archive/2010/02/11/FRANQUIA-_2D00_-Impresa-Filat_E900_lica.aspx


Mostra filatélica

Publication date: 10-02-2010 15:51

Start: 01-02-2010 09:00
End: 06-03-2010 23:59

4 a 6 de Março | Auditório da Reitoria
Com colecções alusivas à República e a Coimbra, onde funcionará um posto de correio temporário provido de carimbo comemorativo da República.
Org.: SFAAC.
Inf.: http://filatelica.aac.uc.pt/ .
Contacto: 239 410 404.

In Agenda Cultural da UC

http://www.uc.pt/agenda/2010/03/23


Festa filatélica

Publication date: 02-02-2010 09:31

Start: 01-02-2010 09:00
End: 20-02-2010 19:00

20 de Fevereiro | 11h-19h | Sáb. | Sala de ensaios do GEFAC e mini-auditório Salgado Zenha (rés-do-chão da AAC)
Comemoração dos 45 anos da Secção Filatélica da AAC – almoço de sócios, exposições filatélicas e de arte, leilão filatélico e tertúlia.
Org.: Secção Filatélica da AAC (SFAAC).
Inf.: http://filatelica.aac.uc.pt/.
Contacto: 239 410 404.

In Agenda Cultural DRI da UC

http://www.sri.uc.pt/agenda/2010/02/17

Festa filatélica

Publication date: 02-02-2010 09:31

Start: 01-02-2010 09:00
End: 20-02-2010 19:00

20 de Fevereiro | 11h-19h | Sáb. | Sala de ensaios do GEFAC e mini-auditório Salgado Zenha (rés-do-chão da AAC)
Comemoração dos 45 anos da Secção Filatélica da AAC – almoço de sócios, exposições filatélicas e de arte, leilão filatélico e tertúlia.
Org.: Secção Filatélica da AAC (SFAAC).
Inf.: http://filatelica.aac.uc.pt/.
Contacto: 239 410 404.

In Agenda Cultural da UC

http://www.uc.pt/agenda/2010/02/17



Página Principal | Atividades | Coimbra | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 07/01/2014