VI Festival Internacional do filme não profissional

 

 cc

ip
imagem Delcampe.net


"Desde   1977   o   Centro   de   Estudos   Cinematográficos   organizou   o   Festival   Internacional do Filme Amador de Coimbra (FIFAC) que surgiu da vontade sentida pelos estudantes cinéfilos de se criar um intercâmbio com o cinema amador. Com estas iniciativa aquela  secção  cultural  pretendia  sensibilizar  os  estudantes  para  o  cinema  alternativo,  procurando  seguir  temáticas  específicas  acrescentando  um  valor  de  conjunto  aos  filmes,  escapando aos circuitos comerciais.  
As  suas  edições  foram  marcadas  pela  generalidade  de  géneros  cinematográficos,  multiplicidade  de  assuntos  nelas  incluídos,  a  qualidade  dos  filmes,  as  técnicas  utilizadas  
tratando-se de um encontro mundial semelhante ao dos grandes festivais internacionais. As sessões, com uma média de cerca de 75 películas inscritas a concurso, compunham-
se ainda de  sessões  não  competitivas  e  nelas  eram  exibidas  curtas  e  longas-metragens  e  oficinas  de  trabalhos de vídeo.
Os   trabalhos,   incidindo   sobre   os   mais   variados   temas,   abordaram   aspectos   paisagísticos,  etnográficos,  artesanais,  históricos  ou  lendários  de  Coimbra  fazendo  os 
autores  reflectir  sobre  a  cidade.  As sessões que decorriam  no  Auditório  da  Escola  de  Enfermagem Dr. Ângelo da Fonseca, no Auditório Central da Universidade, no Auditório
da  Reitoria  da  Universidade  de  Coimbra  ou  no  Edifício  Chiado,  foram  participadas  por cineastas  amadores  de  vários  países  como  Portugal,  França,  Alemanha,  Espanha,  Brasil, 
Jugoslávia, Suíça, Itália, Áustria, Inglaterra, Bélgica, Roménia e EUA, entre outros. 
O   FIFAC   mostraria   técnicas   de   animação   no   vídeo,   recorrendo   a   técnicas   computorizadas  inovadoras.  Tinha  também  uma  secção  de  filmes  para  crianças    e organizava
debates ao longo das diversas sessões do festival, a fim de estimular a reflexão e discussão sobre os temas e técnicas.
Comprovando  o  impacto  e  importância  internacional  do  FIFAC,  o  presidente  da  ÚNICA  (União  Internacional  do  Cinema  Amador)  esteve presente  no  festival,  em  1983,  para  apresentar  uma  mostra  de  filmes  do  seu  país  sobre  “Possibilidades  e  tendências  do  Cinema Não-Profissional” dando assim um incentivo à realização de iniciativas como a que
o CEC protagonizava. A reforçar a importância do Festival estão os membros do júri que anualmente acorriam a Coimbra, nomeadamente representantes do Instituto Português do
Cinema, da Federação Portuguesa de Cinema e Audiovisuais, da Federação Portuguesa de Cineclubes ou cineastas como João Paulo Ferreira e Luís Filipe Rocha. 
Realizaram-se seis edições do Festival, até 1983, altura em que foi interrompido por questões  sobretudo  de  ordem  financeira  mas  também  devido  a  pressões  da  Federação 
Portuguesa  de  Cinema  e  Audiovisuais  (VL,  1985-86:  B).  Esses  factos  inviabilizaram  a  continuação do Festival, que tinha o apoio nomeadamente Serviços Municipais de Cultura
e Turismo, da Federação Portuguesa de Cinema e Audiovisuais, da Embaixada Francesa e da  Delegação  Regional  do  FAOJ  e  Casa  da  Cultura  da  Juventude  de  Coimbra.  O  seu 
cancelamento significou uma perda enorme para o panorama cinematográfico de Coimbra já então marcado pela exibição de filmes mais massificados. Cinco anos depois, surgia pela
primeira  vez  a  Mostra  de  Cinema  Português  – criada  a  partir  do  curso  de  Caminhos  do  Cinema Português, da Faculdade de Letras, da Universidade de Coimbra –
que se refundou em  1997,  passando  desde  então  a  assumir  a  designação  de  Festival  Caminhos  do  Cinema  Português, que cumpriu este ano a sua XVI edição."
in Movimento Estudantil e Resistência Cultural em Coimbra na Década de 1980, Isabel Alexandra Correia da Silva, 2009


Ver mais sobre Cinema

Ver noticiário deste carimbo  

Página Principal | Atividades | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 08/05/2016