Edifício da AAC

O actual edifício da AAC foi inaugurado em 1961 e alberga praticamente todas as secções da AAC, estando integrado num quarteirão que inclui ainda uma sala de espectáculos (Teatro Académico de Gil Vicente) e um complexo de cantinas. 


O local escolhido pela Universidade para as instalações da sua Associação Académica (composto pelas cantinas, ginásio, teatro, saloas de ensaio e projecções) era um espaço nobre, o único situado a cota baixa, no contexto da Cidade Universitária. A articulação de vários corpos e de várias escalas, bem como a utilização subtil de diversas linguagens contaminam qualificadamente a expressão de «estilo internacional».
Organizando e potenciando a qualidade ambiental do interior do quarteirão, a síntese mais consequente deste trabalho é dada pelo êxito da dicotomia frente urbana/interior do quarteirão. De facto, salvaguardando algumas nuances, como a traseira do teatro, é muito intensa a relação criada entre o grande pátio interior e todos os corpos que para ele se viram.
Foi muito marcante o seu impacte na cidade do início dos anos 60, ainda não refeita da brutal destruição da Alta, avessa a tudo o que fosse novo e desconfiada de tudo o que transpirasse modernidade.
fonte: Ana Tostões, Arquitectura Moderna Portuguesa, 1920-1970, in http://www.patrimoniocultural.pt/

 

ip sfaac
Inteiro postal comemorativo dos 50 anos da SFAAC, editado em 23/02/2015. Desenho de Inês Pinheiro e João Mendes. Tem associado um carimbo comemorativo.



Ver AAC


Página Principal | Atividades | Links

Copyright © 1999-2017 J. Cura, Secção Filatélica da AAC - Portugal
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

[Voltar]
Última atualização: 13/02/2015